שמע ישראל י-ה-ו-ה אלקינו י-ה-ו-ה אחד
Shemá Yisrael Adonai Elohêinu Adonai Echad

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Chanuká ou Natal? O que devem comemorar os com fé em Yeshua (Jesus)?

Este comentário tem como alvo primeiramente os Judeus que creem em Yeshua como o Mashiach, e em determinado grau também aos gentios que se achegam ao Povo Judeu e mantem a fé em Yeshua.

Chanuká celebra a festa das luzes, e profeticamente celebra o dia em que a Luz Divina entrou no mundo, não pelo nascimento mas sim na concepção, isto é, no dia que o anjo Gabriel visitou e anunciou à Maria o que haveria de acontecer (Luc. 1.26-35), sendo que foi na concepção de Maria que aquele que é chamado de Luz do Mundo (Jo. 8.12) entrou no plano material verdadeiramente.



Para começarmos a esta explanação, partimos do seguinte principio: de que todas as festas bíblicas listadas em Levítico 23, e as festas perpetradas ao longos dos séculos pela tradição judaica até ao primeiro século, fazem intima e notável relação com os fatos decisórios da vida do Mashiach Yeshua; Neste caso específicos as festas de Chanuká e Sucot serão abordadas.

Outro ponto que frisaremos é a diferenciação de usarmos o termo “Natal” e a expressão “Nascimento do Mashiach”, sendo que o primeiro já está carregado de significância pejorativa, trazendo sempre o pacote de mitos, ornamentos, elementos pagãos além dos efeitos psicossociais de aumento do consumismo, caridade destituída da verdadeira fonte a qual seja de origem divina, emanada pela graça, sendo por isso e por muito mais, quando nos referirmos ao grande acontecimento da encarnação do Verbo utilizaremos a expressão “Nascimento do Mashiach”.
Nós, judeus que fomos alcançados pela fé no Mashiach Yeshua, temos como resposta à indagação feita no titulo do artigo: Chanuká, não somente por já celebrarmos desde cedo tal festival mas sim por termos entendido o “objeto” que projetou a “sombra” desta festa. Ao comentar um artigo que falava das leis cerimoniais eu fiz a seguinte assertiva : “ A questão que gostaria de compartilhar é sobre a lei cerimonial, pois para nós tudo que é relativo a culto cerimonial não foi de maneira alguma abolido, mas digamos assim que foi aperfeiçoado mediante as promessas de D-us que vaticinou que tal aperfeiçoamento ocorreria, digo com isso que as "sombras" do sacerdócio Levítico, o sistema templário e os festivais sempre tiveram o "Objeto", isto é, para que a sombra exista é necessário que haja um objeto que a projete num plano, sendo assim o que se cumpre em Yeshua é a revelação parcial deste "objeto", sem que haja com isso a desqualificação da “sombra”, que querendo ou não, para os nossos irmãos judeus que não chegaram a fé em Yeshua é o que vale até os dias de hoje; Neste plano que o "Objeto" e a "sombra" ainda figuram parcialmente juntos, há a possibilidade de se vincular a cada “sombra” o seu real “objeto”, e a visão que teremos do real objeto dependerá dos óculos que usamos para vermos a realidade, e estes óculos nada mais são que a tradição que adquirimos na concepção de nosso culto, quero dizer que a tradição cristão tem os seus óculos que vêem o “objeto” desvinculado de sua “sombra“, não digo que isso é errado mas sim que é uma das formas de se ver o plano, nós judeus com fé em Yeshua temos os óculos que por através destes vemos a íntima ligação entre “sombra” e “objeto”, e isso nos é dado por nossa tradição e pela revelação das Escrituras (I Cor. 3.16) , já os nossos irmãos judeus que não tem a fé em Yeshua tem a mesma tradição que nós, mas seus óculos estão riscados, turvos e como com que um véu postos sobre os olhos (I Cor. 3.14-15), veem apenas as sombras.
E é por vermos o “objeto”, Yeshua, que projeta esta “sombra” ,Chanuká, que celebramos esta festa neste período, mas desde já alertamos que não a celebramos da forma que parte de nosso Povo a tem celebrado nos últimos tempos, pois assim como na prática consumista Ocidental que impera no Natal, as comunidades Judaicas pelo mundo tem transformado a festa em desculpa para o consumismo e pseudo liberdade se igualando praticamente ao cerimonial vazio do Natal Ocidental, destituído de toda a carga memorial e escatológica que o festival se propõe em sua essência, essência esta que também se perdeu na maioria do lugares que o Nascimento do Mashiach é celebrado.

Alguns críticos podem dizer: como irei festejar algo que não está relatado no Cânon do “Antigo Testamento”, eu responderia que é melhor comemorar algo que não está relatado, do que algo que está praticamente abominado pelo Senhor nas Escrituras como o natal, pois então vejamos algo, a árvore de Natal, o visco, as coroas de azevinho, as velas, e a tradição das crianças enganando o Papai Noel, são todas de origem pagã, não há uma única palavra nas Sagradas Escrituras em favor de nenhuma delas. Mas ouçamos o que a Palavra de Deus diz: “Assim diz o SENHOR: Não aprendais o caminho dos gentios... Porque os costumes dos povos são vaidade; pois cortam do bosque um madeiro, obra das mãos do artífice, com machado; com prata e ouro o enfeitam, com pregos e martelos o fixam, para que não oscile” (Jeremias 10.2-4).

Esclarecemos que a festa de Chanuká não configura no Cânon do “Antigo Testamento”, pelo fato de ter ocorrido em 164 A.E.C., séculos depois do fechamento do Cânon em seus 39 livros, mas ao menos temos algo que atesta a historicidade do festival, a passagem do “Novo Testamento” conforme o que segue: (João 10.22,23)“E em Jerusalém havia a festa da dedicação, e era inverno. E Yeshua andava passeando no templo, no alpendre de Salomão.” Com base nesta passagem não podemos atestar com segurança que Yeshua estava a participar do festival, mas podemos ter a pretensa certeza que ao menos ele não se colocou numa posição contraria, pois sendo este um festival nacional inaugurado por Yahudá haMacabi na data do acontecido e incorporado ao calendário festivo se tornando um memorial, algum profeta enviado pelo Senhor deslegitimaria tal prática, a condenando como já o vez como por exemplo no caso de Jeroboão em (I Reis 12.32,33 - 13.34) que institui uma festa no oitavo mês quando o Senhor ordenara no sétimo e vários outros casos. Sendo que os que teriam a autoridade do alto para deslegitimar o festival não o fizeram, neste caso os profetas com autoridade seriam Yohanan benZakariah (João O Batista) e o próprio Yeshua, ficamos com o princípio inicial que adotamos.

Correlações entre Chanuká e a concepção de Yeshua.

1. Em Chanuká o Templo foi re-dedicado ao Senhor, Em Yeshua que acaba de ser concebido o Senhor re-dedica a si o seu novo Templo que conforme vemos é o corpo de Yeshua que acaba de tomar suas formas iniciais, (João 2.19-20 “Yeshua lhes respondeu: Destruí este Templo, e em três dias o reconstruirei. Replicaram os judeus: Em quarenta e seis anos foi edificado este Templo, e tu, em três dias, o levantarás? Ele, porém, se referia ao Templo do seu corpo.”), e outras referencias que nós em Yeshua somos também santuários como em (1 Coríntios 3.16,17 “Não sabeis que sois santuário de D-us e que a Ruach HaKosech em vós? Se alguém destruir o santuário de D-us, D-us o destruirá; porque o santuário de D-us, que sois vós, é sagrado.”), (1 Coríntios 6.19 Acaso, não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo, que está em vós, o qual tendes da parte de D-us, e que não sois de vós mesmos?”), (2 Coríntios 6.16 Que ligação há entre o santuário de D-us e os ídolos? Porque nós somos santuário do D-us vivente, como ele próprio disse: Habitarei e andarei entre eles; serei o seu D-us, e eles serão o meu povo.”) e fora o aspecto escatológico de ser o próprio Templo como podemos ver em (Apocalipse 21.22 “E nela não vi Templo, porque o seu Templo é o Senhor, D-us Todo-Poderoso, e o Cordeiro.”)

2. Em Chanuká houve o milagre e a luz não se extinguiu e iluminou o templo novamente , na concepção de Yeshua ele é o milagre, a luz que veio ao mundo conforme (Yochanan, João 8:12 “Falou-lhes, pois, Jesus outra vez, dizendo: Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida.”), (Yochanan, João 1:4,5) “Nele está a vida eterna, e essa vida dá LUZ a toda a humanidade. A sua vida é a LUZ que brilha nas trevas, e estas nunca poderão pôr fim a essa LUZ”. (I Kephas, I Pedro 2:9) “Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as grandezas daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa LUZ;” (Tehilim, Salmo. 27:1) “O Senhor é a minha LUZ e a minha salvação...” , (Yochanan, João 3:16-21). “D-us amou tanto o mundo que deu o seu único Filho para que todo aquele que nele crê não se perca espiritualmente, mas tenha a vida eterna. D-us não mandou o seu Filho para condenar o mundo, mas para o salvar. Para os que confiam nele como Salvador não há condenação eterna. Mas os que não confiam nele já estão julgados e condenados por não crerem no Filho único de D'us. E são condenados por a luz do céu ter vindo ao mundo, mas eles preferirem as trevas à luz, pois só fazem o mal. Eles odeiam a luz celestial porque querem pecar nas trevas. Afastam-se da LUZ com medo de os seus pecados serem postos às claras e sofrerem castigo. Mas os que procedem bem procuram a LUZ para que todos vejam que estão a fazer o que D-us deseja.”
E novamente de maneira escatológica em (Apocalipse 21.23 ) “A cidade não precisa de sol nem de lua para a iluminarem, pois a glória de D-us brilha sobre ela, e o Cordeiro é o seu candelabro.”


3. Em Chanuká se comemorou a vitória sobre os inimigos, com Yeshua comemoramos também a vitoria sobre o inimigo de nossas almas, sabendo a partir da concepção de Yeshua que o seu tempo já começou a ser cronometrado.

Nesta celebração, nós crentes temos a oportunidade de nos reconsagramos, re-dedicando nossas vidas integralmente ao Senhor. Não que precisemos de um dia específico para uma reconsagração. Afinal, estamos debaixo da graça de D-us. Mas, trata-se de uma oportunidade na qual podemos celebrar esta data, alegrarmo-nos coletivamente por termos sido salvos, agradecendo a D-us por este privilégio enquanto tantos ainda perecem separados do D-us de Israel. Além do mais, somos luz, mas vivemos em um mundo que jaz em trevas, que muitas vezes nos contamina, exercendo sobre nós todo tipo de influência negativa. Então, neste dia, sentimos a liberdade de fazer nossa reconsagração, declarando coletivamente que somos livres de qualquer peso e julgo em Yeshua Ha Mashiach. Se meditarmos um pouquinho, quantas vezes pecamos quando comemos, bebemos, ouvimos, vemos o que não deveríamos; tocamos em coisas que não deveríamos tocar, etc. Arrependemo-nos, então, e consagremo-nos ao Eterno. D-us nos dá a santidade, mas quem decide manter-se em santidade somos nós.

Neste vídeo abaixo, preste atenção nas legendas, pois elas fazem uma íntima conexão das festas bíblicas e judaicas com a trajetória de vida de nosso Mashiach Yeshua.


19 comentários:

  1. Metushelach, fui atraz de algumas outras explicações sobre kipa (jamais desconsiderando a sua) e achei isso
    http://www.igrejadedeus.biz/armagedom/estudos/kipa_talit.htm

    Logo de cara já vi alguns erros de interpretação com a consciência do que aprendi com o judaísmo messiânico, mas a colocação desse cara sobre o texto de galatas3:10 me intrigou, afinal, o que isso quer dizer?

    ResponderExcluir
  2. Matheus
    É usado o seguinte verso contra a Kipah e o Talit 1 Cor. 11:7 Porque, na verdade, o homem não deve ocultar sua cabeça com apetrecho feminino, por ser ele imagem e glória de D-us, mas a mulher é glória do homem.
    Veja que aqui é pra não usar algo feminino, que venha a desonrar o homem o tornando feminilizado com por exemplo um véu na cabeça, nada se tratando de uma tradição como a da Kipah ou ao mandamento do Talit.

    Gálatas 3:10 3.10 "Todos quantos, pois, são das obras da lei estão debaixo de maldição; porque está escrito: Maldito todo aquele que não permanece em todas as coisas escritas no Livro da lei, para praticá-las." neste verso Shaul (Paulo) está falando algo que pode ser interpretado de duas formas, uma pode ser melhor analisada ao trocarmos o termo obras da Lei por legalismo como o faz o Doutor David Stern em sua versão da BJC, dai vemos que quem vive uma vida mecânica de cumprimento da lei se coloca debaixo de maldição pois está fazendo apenas um rito sem vida e amor a D-us, sendo passível de maldição por causar abominação ao Senhor que conhece a cada coração. Outro ponto de interpretação que é o meu pessoal é o de o texto estar apenas falando que o ser humano com a herança de Adam não consegue ter uma vida 100% devotada a acertar tudo da instrução divina dada por meio da Torah, sendo assim todos que pecam e não encontram a cura para o vicio do pecado e do passado por meio da expiação oferecida por meio do Sangue do Mashiach Yeshua, estão se colocando debaixo da maldição pois como diz o verso "Maldito todo aquele que não permanece em todas as coisas escritas no Livro da lei, para praticá-las." sendo assim sem Yeshua para perdoar a falha em descumprir a Torah que é violada sem dolo, a pessoa se coloca debaixo de maldição.

    ResponderExcluir
  3. Metushelach,
    Jesus disse que a salvação vem dos judeus, mas que "também aos gentios foi concedido o arrependimento para vida"...
    No Concílio de Jerusalém (Atos 15) Pedro diz que não há distinção para salvação entre judeu e gentio, e que os gentios não precisariam seguir a lei, pois, somos salvos pela graça.
    Poderia me explicar algo: se o sacrifício do Senhor basta e vivemos na graça, devemos seguir os ensinamentos da Lei? Pedro aconselhou aos gentios 3 ensinamentos muito simples de serem seguidos.
    Qual seu ponto de vista, segundo a Bíblia, para um cristão gentio que quer viver segundo a Palavra? Você crê que é necessário tornar-se prosélito como judeu? Quais implicações ou perdas poderia ter um cristão sincero que ama o Senhor, mas é participante de uma igreja "comunidade" neo pentecostal? Do seu ponto de vista judeu, perdemos ou erramos de forma que possa comprometer a salvação? O judeu crê no arrebatamento, volta de Cristo, restauração de Israel, novo céus e terra?
    São muitas perguntas, se eu estiver sendo inoportuna me desculpe... Obrigada pela paciência,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara Dilma,

      Não há incomodo em respondermos as sua questões, mas as faça separadamente, pontualmente, pois será mais facil tanto de responder como de se assimilada, entendida, ou criticada, argumentada. pontualmente de cada vez e com calma.

      Excluir
    2. Cara Dilma,

      Se gentio não precisa mais de instrução divina (Torah = chamada de lei) então o gentio pode sair por ai matando, roubando, cobiçando, idolatrando, sendo injusto na cobrança, nos pesos e medidas, na colheita, e tudo o mais????????

      Excluir
    3. Caro Metushelach

      Minha intenção é entender.
      Só conheço o ponto de vista evangélico, mas agora me pergunto sobre o conhecimento judeu, que é mais antigo e é a base de tudo que acreditamos. Sou leiga, minhas perguntas podem parecer tolas...

      Primeiro:
      Aprendi que o fim da Lei é Cristo (Romanos 10:4) e que a Lei de Cristo se resume em "amar a Deus acima de tudo e o próximo como a mim mesmo". Assim tudo que não quero para mim não devo fazer ao próximo (matar, cobiçar, roubar, etc) Simples assim.
      Mas então me vem a dúvida: e os ritos que a Lei impõe que não prejudicam o próximo? Se os judeus cumprem nós devemos cumprir? Entende?
      São muitos, como as festas, os jejuns, os dízimos e ofertas não voluntárias (não sou contra), circuncisão, o estar "imundo" por diversos motivos, entre outros...
      Como deve se comportar um gentio referente a tantas coisas?
      Por favor, me explique que pontos da Lei você entende que deveríamos seguir e, se possível o por quê... Obrigada

      Excluir
    4. Minha dúvida é por que leio tantos ritos no Antigo Testamento e no Novo Testamento parece que as coisas se tornam tão "simples" que me pergunto se há algo errado no que aprendi ou que eu esteja deixando de fazer algo... Entende?

      Excluir
    5. Continuando minha primeira dúvida...
      Se um gentio deve ir além do "amar a Deus e ao próximo" e seguir as ordenanças da Torah então ele não deveria se tornar prosélito e fazer tudo "certo"?
      Obrigada pela paciência.

      Excluir
    6. Minha Bíblia é a Anotada e Expandida do Dr.Charles C. Ryrie, (apesar de eu ser neo pentecostal ela é tradicional, não sei se você a conhece; vou comprar a Judaica Completa dia 3 de Janeiro, então talvez fique mais claro algumas coisas).
      Li agora pela manhã todo Romanos, onde Paulo escreve a uma igreja onde os gentios são maioria. Se possível leia 13:8-10.
      Shalom

      Excluir
    7. Shalom,
      Hoje li Gálatas e Efésios, Paulo é bem enfático que é apostolo dos gentios e Pedro dos judeus, e ambos (gentios com a fé simples e judeus com a fé e a Torah) são de Deus em Cristo.
      Começo a achar minha dúvida não tem razão de ser Sr.Metushelach.
      Creio que devo primeiro entender as bases gentias para depois me aventurar em entender as profundezas judaicas, estou começando pelo fim.
      Obrigada pela paciência, continuarei seguindo o blog
      Graça e Paz de nosso Amado Jesus.

      Excluir
    8. Cara Dilma,

      Entendo pelo que a senhora está passando, já vi muitos com a mesma sede da senhora, sede esta que é dada pela Ruach de Elohim para que a senhora se achegue às verdades divinas constantes nas Santas Escrituras e com isso seja capaz de entender e mudar o seu cotidiano, o dia a dia, sendo um constante se relacionar com D-us.

      Excluir
    9. Mas tambem conheço muitos que por se envolverem com as raízes da fé são soterrados por críticas, zombaria e até mesmo de forma mais sorrateira são levados a ter uma leitura de textos de forma descontextualizada que geram muitas dificuldades e dúvidas onde o fim é a desistencia da busca e a estagnação espiritual.

      Excluir
    10. Cara Dilma,

      E os textos usados são sempre os mesmos, seja por falha de tradução ou por pura descontextualização, eles são ao invés de benção e revelação são pedra de tropeço, principalmente os que tem Paulo como alguem insano que sempre volta a tras no que diz ou parece dizer uma coisa mas é outra, como por exemplo Romanos Cap 7, 12, 13 e 14 e Gálatas como um todo, e alguns outros versos das outras cartas.

      Excluir
    11. Mas cara Dilma, não deixe se abater, e a questão é que a Base de tudo é D-us, que revela sua vontade pelas Escrituras e não alguma profundidade gentilica ou judaica.
      Como eu digo sempre um gentio pode se achegar a salvação sim sem méritos e conhecimentos pela simples Graça de D-us por meio de Yeshua, mas a manutenção de uma vida santa, depende de muito esforço e busca de conhecimento para trilhar pelo caminho apertado e porta estreita.

      Excluir
    12. Em resumo um gentio deixa de ser gentio ao se achegar à D-us por meio de Yeshua, e se torna cooparticipante das bençãos, promessas,alianças todas dadas à comunidade de Israel, mas agora não sendo mais separados mas sim enxertados, isso não significa se tornar judeu.
      Se D-us quisesse que todos fossem judeus para se achegarem a ELE, ELE teria pedido para Adam (Adão) ou a Noach(Noé) para se circuncidar, mas ele o fez somente depois com Avraham por amor a todos e não só aos judeus, por D-us amar a todos Ele escolheu um povo para servir de canal, para que todos os demais fossem alcançados, pois o evangelho só chegou querendo ou não por meio do Judeus que deram suas vidas para propagar o Evangelho por todo o mundo conhecido.

      Excluir
    13. Mas cara Dilma, se a senhora quiser dialogar sobre algum ponto especifico das escrituras estamos a disposição e não se deixe levar por ventos de doutrinas, e nem pelo descrédito de pessoas que lhe criticam por estar a senhora buscando saciar a sede que a RUACH colocou em seu coração.
      E saiba que o judaismo não é a solução, a solução é ter sensibilidade ao Espírito Santo, e buscar nas Santas Escrituras qual é a vontade de D-us, a contextualização historica cultural ajudará sim, mas não a pratica metodica do judaismo em si que levará as revelações.

      Excluir
    14. Suas palavras foi o que o Espírito me disse ontem pela Sua palavra. Por isso Amo ao Senhor.
      Paulo foi um grande homem, tem todo meu respeito e admiração, sempre.
      Fomos "enxertados", somos co-herdeiros, adotados em Cristo e tudo isso é grandioso demais, maravilhoso demais, o seu amor me constrange...
      Vou continuar minha busca, semana que vem comprarei minha Judaica Completa e pretendo fazer um comparativo. Já entrei em contato com a CATES também.
      Conto com seu conhecimento exposto aqui e agradeço pela disposição em esclarecer dúvidas.
      Que o Senhor Jesus continue abençoando o senhor e sua casa, sempre.

      Excluir
    15. Cara Dilma,

      Agradecemos as suas palavras e ficamos a disposição sempre que precisar.

      Shalom

      Excluir
  4. muito bom!!! gostaria de fazer uma pergunta: Apocalipse 19
    …15Uma espada afiada saía-lhe da boca para ferir com ela as nações. Ele as regerá com cetro de ferro; e Ele mesmo é o que pisa o lagar do vinho da justa ira de Deus Todo-Poderoso. 16Em seu manto, sobre a coxa, traz escrito este nome: REI DOS REIS E SENHOR DOS SENHORES. com a desculpa de querer se tatuar, as pessoas dizem que Jesus tem tatuagem. Mas eu não acredito que o Senhor Jesus desobedeceria levitico 19:28 nem fareis marcas de tatuagem (TORÁ)...poderia me dar a tradução correta de apocalipse 19:16? obrigada vania

    ResponderExcluir

Faça um blogueiro feliz, Comente porfavooooooooooooor