שמע ישראל י-ה-ו-ה אלקינו י-ה-ו-ה אחד
Shemá Yisrael Adonai Elohêinu Adonai Echad

sábado, 19 de fevereiro de 2011

TIPOS DE PECADO - Revisado e ampliado

Existem quatro tipo de pecados, diante dos quais são imputadas penas diferenciadas pelo aspecto de justiça Divina, isso não quer dizer que exista pecadorzinho ou pecadorzão, todos são pecadores ao cometerem qualquer deslize diante da vontade de D-us, e para sabermos no que podemos errar e de que formas erramos há  necessidade de nos precavermos e é sempre necessários termos o conhecimento do assunto, por isso segue uma humilde tentativa de esclarecermos alguns aspectos deste assunto.


חטא chet” = errar o alvo, pecado sem a intenção daquele que comete o erro, por não saber, por não ter lembrado, por distração, por engano, tropeço.

 עון “Avon” = perversidade, depravação, iniqüidade, culpa, pecado cometido com intenção pois se sabia o que estava fazendo, mas foi incitado por seu “Ietzer Hará” - inclinação má, carnalidade aflorada por impulso, paixões carnais que cegam o entendimento momentaneamente, tiram a noção das conseqüências que advirão de seus atos, no jargão jurídico seria a privação de sentidos ou passionalidade.

 הריבע “Aveirá” = Ofensa, transgressão de um limite moral, pecado esporádico ocorrido com a intenção de pecar deliberadamente, premeditação, sabendo das conseqüências da transgressão mas que ainda aceita a soberania de D-us.

  פשע "Pesha” = rebelião, pecado constante, no qual o pecador rejeita a soberania de D-us, conhecido como pecado imperdoável de Hebreus 10, literalmente é cair da graça. (No meio cristão é o pecado de HaSatan ao incitar rebelião nos céus).

O pecado primário da raça humana pode ser considerado um misto dos quatro tipos de pecados, por ter sido o primeiro temos que analisar os aspectos conjunturais que levaram ao fato.


Teve uma certa pitada de "Chet", pois por não ter consciência do bem e do mal, Eva não tinha noção exata da conseqüências do ato, assim como Adão, que recebeu as instruções de D-us, que dizia que certamente morrerás, e vendo Eva viva mesmo após ter comido, teve ter se enchido de dúvidas, e acabou errando o alvo.

O “Avon” se caracteriza pelo fato de Adão ter conhecimento do mandamento e mesmo assim te-lo transgredido, assim como Eva, mas para ela a impulsividade e as suas concupiscências a levaram a cegueira momentânea seduzida pelas palavras da serpente, e neste exato momento é que vem a existência o “Ietzer Hará” a inclinação ao mal, o buraco dentro do homem que é do tamanho de D-us, e no afã de preencher este imenso buraco, é que o homem tira a centralidade de D-us de sua vida e coloca tudo e qualquer coisa para a satisfação de suas necessidades instintivas a saber a necessidade de se alimentar que por causa da imensidão do buraco deixado, faz com que o homem se torne um glutão, a necessidade de beber que o torna um beberão, a necessidade de se procriar que o torna um  pervertido sexualmente, lascivo, adúltero, a necessidade de sono o torna um preguiçoso e tímido, a necessidade de abrigo o torna um avarento, megalômano construtor de torres, a necessidade de contato com D-us o torna um ser religioso mas que por falta de orientação o torna em um idólatra, um egocêntrico egoísta, transformando tudo que lhe dá poder em seu deus.

O “Aveirá” pode ter se caracterizado pelo que já vimos na transgressão de Adão por ter o conhecimento das conseqüências e mesmo assim ter ido em frente, mas também na atitude de Eva de que premeditadamente ter levado o fruto para Adão e o terem ambos comido como que se testando a veracidade das palavras de D-us.

O “Peshá’ é mais difícil de caracterizar nesta conjuntura mas podemos talvez vê-lo na atitude de Eva, de ter em si gerido a soberba de ser como D-us, pelo que a serpente lhe insitou.

Podemos ver em varias passagens da B´rit Hadasháh (“Novo Testamento”) que existem níveis de pecados como por exemplo na passagens de Mateus 5.19 onde Yeshua qualifica como grandes e pequenos no Reino dos Céus, sendo que grandes serão aqueles que cumprirem e ensinarem a obediência a Toráh, e pequenos são aqueles que além de violarem a Toráh ensinarão a desobediência à ela, conciliando esta passagem com o contexto bíblico que diz em 1 João 3.4 “Todo aquele que pratica o pecado também transgride a lei, porque o pecado é a transgressão da lei” , vemos então que mesmo havendo pessoas que transgredindo a lei, que nada mais é que a prática do pecado, e ensinando isso ao outros, elas ainda assim estarão no Reino do Céus, mas vemos também algumas listas de pecados cujos quais as praticarem não herdarão o Reino de D-us, conforme Gálatas 5.21 (JFARA) “invejas, bebedices, glutonarias e coisas semelhantes a estas, a respeito das quais eu vos declaro, como já, outrora, vos preveni, que não herdarão o reino de D-us os que tais coisas praticam.” e 1 Coríntios 6.9-10 “Ou não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus? Não vos enganeis: nem impuros, nem idólatras, nem adúlteros, nem efeminados, nem sodomitas, nem ladrões, nem avarentos, nem bêbados, nem maldizentes, nem roubadores herdarão o reino de D-us.” e pecados pelos quais vem a ira de D-us conforme Colossenses 3.5-6 “Fazei, pois, morrer a vossa natureza terrena: prostituição, impureza, paixão lasciva, desejo maligno e a avareza, que é idolatria; por estas coisas é que vem a ira de D-us [sobre os filhos da desobediência].”

Com o acima exporto em mente, leiamos o texto que melhor explica esta questão de níveis de pecados, sendo eles para a morte ou não: 1 João 5:16-17 (BJ) "Se alguém vê seu irmão cometer um pecado que não conduz à morte, que ele ore e D-us dará a vida a este irmão, se de fato o pecado cometido não conduz à morte. Existe um pecado que conduz à morte, mas não é a respeito deste que eu digo que se ore. Toda a iniqüidade é pecado, mas há um pecado que não conduz à morte".
O trecho acima, analisado duma forma superficial pode levar-nos a entender que há pecados que, pela sua natureza e grau de gravidade, D-us não os perdoa e que por conseqüência levam à perdição; e que há outros que, sendo menos graves, podem ser perdoados por D-us, resultando na absolvição de quem os comete, se houver arrependimento. Outras traduções parece darem a mesma idéia como segue:
Há pecados que não levam à morte. (SBP)
Há um pecado que não incorre em morte. (TNM)
Todo o feito errado é pecado, mas há pecado que não é mortal. (KJ)
O termo "não é mortal", empregue acima, pode traduzir-se melhor por venial,(em uso na igreja romana). Podemos ter uma melhor compreensão do que é este tipo de pecado nas passagens a seguir : Levítico 4:1-3, 13-14, 27-28; 5:1-5, 15-17. Analisando as coisas deste modo, somos levados a afirmar que há pecados cuja gravidade não permite que venham a ser perdoados por D-us. Mas João refere-se a um gênero ou tipo de pecado; ou à reação perante o pecado cometido? Será que há pecados mais gravosos do que outros; ou tem a ver com aquelas pessoas que teimosamente permanecem no pecado e não se reabilitam dele, por orgulho ou teimosia? Como vimos na introdução existem Biblicamente vários conceitos para o termo pecado.

Vamos analisar as perspectivas apresentadas através dos versículos abaixo:

O fruto da árvore era delícia para os olhos. (Gênesis 3:6):
É a isto que o apóstolo João chama a concupiscência ou sensualidade dos olhos. João 2:16 O pecado também é transgressão das leis divinas. E neste conceito ele pode ser de índole involuntária, cometido contra a vontade própria do indivíduo, sem que a sua consciência intervenha; ou poderá ser de índole voluntária, quando há plena consciência dele e vontade de o cometer. As Escrituras afirmam que “se pecarmos voluntariamente, dentro do conhecimento da verdade, já não resta mais remissão pelo pecado.” (Hebreus 10:26-27).
Há certos pecados que algumas pessoas crentes cometem, já de costas voltadas para D-us, desviados, indiferentes às exigências divinas estabelecidas como regras da vida. A gravidade dessas transgressões, e muitas vezes a reincidência ou a permanência nesse estado, é como que a derrapagem para a perdição. Sem que haja um reconhecimento do pecado e conseqüente arrependimento, a pessoa torna-se assim num pecador crônico, num desviado sem possibilidades de recuperação. Aqui ele já perdeu a sua condição de filho de D-us, por vontade própria; não que D-us o haja rejeitado, mas porque ele próprio se afastou. Não foram propriamente os seus delitos que o afastaram de D-us; mas cometeu os seus delitos por se ter afastado de D-us. A perda dos valores espirituais e da integridade espiritual, são a causa única que pode levar o homem a cometer pecados que o lançarão voluntariamente na morte eterna. D-us reserva os injustos para o dia do Juízo e derramará a sua ira sobre toda a impiedade e injustiça. (2 Pedro 2:9-10); (Romanos 1.18) Aquele que pecar contra D-us, será riscado do seu livro. Êxodo 32:33 Se D-us risca do seu livro, e trata-se do livro da vida, então poderemos deduzir que se tratam de pecados cujo tipo pode ser de índole mortal. Entenda-se que a morte que decorre deste pecado, não é a morte física, mas a morte espiritual, ou morte eterna. Por isso todas as pessoas que a Bíblia refere como excluídas da vida eterna, são aquelas que cometem pecados a que poderemos chamar mortais.

Apocalipse apresenta-nos duas listas de pecados que excluim o pecador do Reino, uma lista no capítulo 22:15 e outra em 21:8:

Os Tímidos, ou covardes. Tímido, não deve ser entendido como designando as pessoas introvertidas, reservadas, ou que pela sua personalidade revelem delicadeza. Mas sim os covardes, os medrosos, os que temem tudo e todos, receando manifestar o que são e o que pensam, com medo de serem rejeitados ou punidos. Números 14:9, 11, 29-30.

Os Incrédulos. Destes fazem parte as criaturas que negam o seu Criador. Os que duvidam das promessas divinas. Os que recusam o dom gratuito da salvação e renunciam ao seu direito de se tornarem novas criaturas. Números 21:9; 2 Tessalonicenses 2:10-11; 3:2:

Os Abomináveis. Os cães ou promíscuos. Estão aqui incluídos os depravados sexualmente, os homossexuais Levítico 18:22; 20:13, os zoófilos Êxodo 22:19; Levítico 18:23; 20:15-16; Deuteronômio 27:21, e aqueles que não respeitam a integridade moral das pessoas.

Os Homicidas. Na lei de D-us, os dez mandamentos, está expresso no sexto mandamento, que é pecado assassinar. Êxodo 20:13; Na Toráh, em Levítico 24:17, funcionando como código penal, determina que o homicídio é punível com a morte. Este princípio continua em vigor. O Mashiach plenifica tal princípio exclamando: Quem insultar ou rebaixar o seu irmão, será réu do Juízo. Mateus 5:21-22 (SBP) .
“Ouviram o que foi dito aos antigos: Não matarás. Aquele que matar alguém terá de responder em julgamento. Mas eu digo-vos mais: Todo aquele que se irritar contra o seu semelhante terá de responder em julgamento; aquele que insultar o seu semelhante, chamando-lhe “imbecil”, será julgado pelo tribunal; e aquele que lhe chamar “estúpido” merece ir para o fogo do inferno.

Os Fornicários e os que se prostituem. A fornicação é a prática sexual de forma depravada; é o sexo fora do matrimônio; é a compulsão sexual e relações sexuais ilícitas; é o sexo levado à forma de violência.
A prostituição é toda a forma corrupta de usar a sexualidade. Os dois termos, portanto, são praticamente sinônimos um do outro. Deuteronômio 22:13-21 determina a pena para quem atenta numa virgem e nela comete o seu pecado de abuso sexual. Levítico 20:10 e Deuteronômio 22:22 estabelece a mesma punição para o adultério. E o Senhor Yeshua plenifica o espírito da lei, afirmando que cobiçar a mulher do nosso próximo se traduz no mesmo pecado. (Mateus 5:27)

Os Feiticeiros ou os que praticam o espiritismo. A prática e a vivência espíritas é dos pecados mais vulgarizados nos nossos dias. Além disso temos assistido ao reaparecimento da astrologia, cartomancia e quiromancia, adivinhação e todas as práticas afins, como os sortilégios e as magias, os quais alastram pelo mundo como uma praga, que a pouco e pouco vai afastando o ser humano de D-us; embora se queira fazer crer que todos esses costumes são de inspiração divina. Êxodo 22:18 e Levítico 20:27 estabelece a pena de morte para os que tais actos praticam. E, se pela lei de Moisés, os feiticeiros e os adivinhos eram executados, de quanto maior rigor se usará no Juízo em relação a essas pessoas?

Os Idólatras. Êxodo 22:20 e Deuteronômio 17:2-5 manda matar os idólatras. Isto está praticamente demonstrado em Êxodo 32:31. Este é o pecado que D-us mais abomina. Ele repudia todas as formas de adoração que não sejam exclusivamente dirigidas à sua pessoa, porque isso demonstra falta de devoção para com ele e contraria o amor que lhe é devido de todo o nosso coração, de toda a nossa alma e de todo o nosso pensamento. É confrangedor pensar que em certos sectores religiosos, ditos cristãos, tantas almas rendam culto a santos da sua devoção e os levem sobre os ombros em procissões, pensando que estão servindo a D-us; quando na realidade, a pena estabelecida para os que isso fazem é a morte eterna.
A avareza também é considerada como idolatria. Colossenses 3:5-6.

Os Mentirosos. Os que amam e cometem a mentira. Uma mentira, à custa de tantas vezes repetida, torna-se numa verdade incontestável. Quantas coisas hoje, tidas como certas, defendidas como verdades, são herança de erros falaciosos do passado, introduzidos por homens que amaram mais a mentira do que a verdade. Romanos 1.25.
Como podemos ver em Deuteronômio 13:1-15 o falso profetismo era condenado com a morte. Todo aquele que induzisse o povo em erro, proclamando abusivamente palavras que não provinham de D-us, seria morto.

Depois de todas estas considerações acerca do que pode ser pecado para morte, interessa realçar que tudo isto deve ser considerado dentro do campo do conhecimento dado pelas Escrituras. D-us não tem em conta os tempos da ignorância. Se alguém, antes de conhecer Yeshua, cometeu alguma das faltas consideradas como pecado para morte, saiba que pela lavagem do batismo da regeneração, proveniente do arrependimento, tudo fica esquecido para sempre. Além disso consideramos também que qualquer falta ou transgressão, por mais gravosa que seja, nunca consegue sobrepujar a misericórdia divina. E D-us, pelo seu infinito amor, decerto nunca deixará de perdoar a quem contritamente se arrependa dos seus erros e pecados.

“Portanto, irmãos, agora podemos entrar com toda a confiança no santuário, porque Yeshua morreu por nós. Ele abriu-nos um caminho novo e cheio de vida, ao entrar no santuário, rasgando a cortina, que é o seu próprio corpo. Agora temos o autêntico sumo sacerdote, responsável pela casa de D-us. Aproximemo-nos, pois, de D-us com coração sincero e cheios de fé, purificados de toda a consciência de pecado e o corpo lavado com água pura. Sejamos firmes em proclamar a nossa esperança, certos de que D-us não deixará de cumprir as suas promessas. Façamos também por nos animarmos uns aos outros no amor e na prática das boas obras. E não faltemos às nossas reuniões. Alguns têm por hábito faltar. Pelo contrário, animem-se uns aos outros cada vez mais, pois sabem que se vai aproximando o dia da vinda do Senhor. Se continuarmos deliberadamente a pecar depois de termos recebido o conhecimento da verdade, então já não há sacrifícios que possam perdoar os pecados. Só nos resta esperar o terrível julgamento de D-us e um fogo violento que há-de destruir os seus inimigos. Quem transgride a Lei de Moisés é condenado à morte sem piedade, desde que a sua culpa seja provada por duas ou três testemunhas. Pensem bem quanto maior não deve ser o castigo que merecem aqueles que desprezam o Filho de D-us! E que será daqueles que insultam o Espírito de D-us de quem receberam tantos dons e daqueles que desprezam o sangue da aliança que os purificou?”
(Hebreus 10:19-29 ).

Desta leitura depreende-se que devemos aproximar-nos de D-us com determinação, honestidade e confiança. O nosso apego a D-us não dá lugar ao pecado, nem permite que continuemos a laborar naquilo que nos leva à morte. A nossa firmeza em testemunhar e manter a nossa esperança, dá-nos ânimo e coragem para resistir a tudo quanto é mau. Isto depende essencialmente da nossa assiduidade às reuniões de estudo e culto e da comunhão que mantemos uns com os outros. “O pecado jaz à porta”. Ninguém está livre de incorrer em qualquer falta, seja ela qual for; mas se lhe dermos continuidade e não nos esforçarmos por deixar tudo quanto D-us aborrece, já não resta ajuda, nem força, nem apoio que nos valha. Poderemos então assim estabelecer como pecado mortal, todo aquele de que o pecador se não arrependa e que orgulhosa e obstinadamente mantenha, não procurando de D-us o perdão e a sua reabilitação.


JFARA = Tradução João Ferreira de Almeida Revista e Atualizada
SBP = Português Corrente da Sociedade Bíblica Portuguesa 
TNM = Tradução do Novo Mundo
APF = António Pereira Figueiredo
KJ = Versão Inglesa King James



35 comentários:

  1. Eu acredito que Deus criou o homem e deixou o manual de instrução, a “BÍBLIA SAGRADA” que é a palavra de Deus,” e não produtos enlatados, eu costumo dizer que: “As pessoas precisam parar de comer tudo o que dão. E começar a questionar! ” Alguém escuta alguma coisa de alguém, e saem falando, sem questionar, sem saber se é verdade ou não. As pessoas precisam se perguntar! Será que a minha crença esta de acordo com a lei de Deus? Será que a religião que eu nasci sempre me falou a verdade? Será que tem uma seqüência para salvação? Religião salva alguém? O que é pecado contra o próprio corpo? O que é caminho da carne?
    O que a bíblia diz sobre: Idolatria, o que a bíblia fala sobre imagens e esculturas? Quando uma pessoa morre pra onde ela vai? Ela volta? Crer em Deus é fato! Mas se eu não aceitar Jesus, se eu não confessar Jesus como meu único salvador, mesmo assim serei salvo? Qual é o verdadeiro batismo e a verdade sobre a ceia do Senhor? Quebrando maldição, como assim? Essas e outras perguntas e resposta você vai encontrar no site. www.aunicaverdadeemsuapropriabiblia.blogspot.com “Seja sua bíblia de católico ou de evangélico.” Você pode dizer, eu já estou salvo amém! Vamos atrás de quem não esta, divulgue este site, fale para outras pessoas, por que “O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns têm por tardia: mas é longânimo para convosco, não querendo que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se.” II (Pedro cap 3 ver 8) e “Que quer que todos os homens se salvem, e venham ao conhecimento da verdade. Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem. (I A Timóteo cap 2 ver5e6) Vês aqui, hoje te tenho proposto a vida e o bem, e a morte e mal. Os céus e a terra tomo hoje por testemunhas contra vós, que tenho proposto a vida e a morte, a benção e a maldição; escolhe, pois, a vida, para que vivas... (Deuteronômio cap 30 ver 15 e 16)
    Quer saber mais acesse:
    www.aunicaverdadeemsuapropriabiblia.blogspot.com
    “Seja sua bíblia de católico ou de evangélico.”

    ResponderExcluir
  2. Metushlach.

    estou com as entranhas dobradas ultimamente, tem uma coisa da qual eu nao conseguia parar de jeito nenhum, que é o sexo antes do casamento e desrespeito com minha mae

    minha vida até agora foi de muito cair (desanimo) e levantar (animo), eu me converti (em igrejas evangelicas) com 15 anos, e a partir dai so tive vontade de crescer mais e mais, mas acho que nunca verdadeiramente conheci muito a fundo a Deus, eu estudo muito a palavra e tenho vontade de fazer as coisas pra D'eus e até falava de Deus pra pessoas da minha escola e tudo o mais, minha vida sempre girava em torno dEle, minha namorada nao tinha a mesma cabeça, mas graças a Deus hoje tem (tenho 17 no momento) e eu muitas vezes era seduzido, sem ser culpa dela mas muitas vezes minha tambem, e acabava por cometer esse pecado. eu e ela passamos por momentos muito dificeis pro nosso relacionamento, e eu fui me desanimando das coisas, e conseguimos passar, mas meu medo de terminarmos me levou a nem me incomodar quado tinhamos alguma relaçao, e depois de um tempo ainda, vendo no site da CINA algo que parecia que me dizia claramente que se eu nao estiver com israel, o Deus de Israel nao esta comigo, ai desanimei de vez, e nao liguei muito pros meus atos, muitas vezes acredito que Deus estava me moldando pra algo, mas as vezes eu via ele como alguem que ja virou as costas pra mim pelos meus erros, nesse momento estou voltando a ser quem eu era em relaçao a leitura biblica, e ate sendo mais carinhoso com minha mae, e conversei com minha namorada sobre eu nao querer ter relaçoes, ate porqe ela aprendeu a amar a Deus.

    agora eu estou com meu coraçao muito apertado com isso "Se continuarmos deliberadamente a pecar depois de termos recebido o conhecimento da verdade, então já não há sacrifícios que possam perdoar os pecados. Só nos resta esperar o terrível julgamento de D-us e um fogo violento que há-de destruir os seus inimigos. " eu me encaixaria nesse grupo com meus 17 anos de idade e a vida ja perdida ? eu me arrependi dos meus erros, eles me faziam mal. palo quis dizer que nem se essas pessoas se arrependessem depois elas mereceriam a Deus? estou preocupado ate com o que o senhor respondera pra mim, estou realmente com o coraçao apertado. agradeço ja pela sua atençao e parabenizo o blog que é maravilhoso

    ResponderExcluir
  3. ANÔNIMO DE 17 ANOS,

    Primeiro agradecemos por sua participação e suas palavras.
    E quanto a sua situação, se você se arrepende de tudo o que já fez e não quer fazer mais isso indica que a ação do Espirito Santo ainda haje sobre a sua vida, então você ainda não cometeu o pecado imperdoavel que é o de se rebelar contra tudo o que é Santo e relacionado com D-us.
    Mas tem que haver arrependimento e mudança de vida, a consequencia do pecado já praticado com conciencia de que era errado trará os seus frutos, então se prepare para ter provações, e corrija os erros, se tiver capacidade de se sustentar se case que é uma maneira de corrigir o erro, forme uma familia santificada a D-us.
    E viva uma nova vida constantemente.
    Continue estudando e tendo respeito por sua familia, é um mandamento honrar pai e mãe.
    E fique na Shalom de Yeshua HaMashiach.

    ResponderExcluir
  4. Você pode me ajudar?
    O Judaísmo da unidade diz que Yeshua não é D'us, mas afirma que é o messias, o filho de D'us, contudo, os textos bíblicos abaixo causam confusão e quando pergunto isso aos judeus eles simplesmente ignoram, não respondem nada.
    A dúvida é essa:
    Na bíblia, tradução Fiel, em joão 8:57 Yeshua diz: "... antes que Abraão existisse , eu sou". Em Gênesis 3:14, parte B consta o Eterno falando a Moisés: "...dirás aos filhos de Israel: "EU SOU me enviou...". Se Yeshua não é D'us, por que então ele se disse ser o mesmo que o Eterno, usando a mesma palavra? Por causa dessa afirmativa o povo pegou pedras para apedrejá-lo pela blasfêmia. Se isso é uma falha de tradução, por que o povo o quis apedrejar? Que responderei aos que me perguntarem isso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kelly, primeiramente recomendo que fuja dos da tal Unidade para que você não acabe caminhado de mais para o judaísmo moderno acabando por se tornar uma anátema que negará ao Messianismo de Yeshua, como muito que passaram por lá está fazendo, e são muitos mesmo e não poucos.
      Mas respondendo a sua questão segue:
      A confusão ocorrida nesta comparação ocorre pela mau uso associativo do texto da Versão da Septuaginta em Grego de Êxodo 3:14 “καὶ εἰ̂πεν ὁ θεὸς πρὸς Μωυση̂ν Ἐγώ εἰμι ὁ ὤν” onde o termo “Ἐγώ εἰμι” Ego eimi se traduz como “Eu sou”, sendo que aqui se supõe que o próprio D-us se identifica nominalmente como “Eu Sou o que sou” e fatalmente ligam a passagem de João 8:58 onde Yeshua também diz “Eu sou”, mas se analisarmos o texto original em Hebraico de Êxodo 3:14, teremos o seguinte: אֶהְיֶה אֲשֶׁר אֶהְיֶה :אֶל־מֹשֶׁה אֱלֹהִים וַיֹּאמֶר “Vá-iomer Elohim el Môshé: Ehiê Ashér Ehiê”, vemos pra começar que em hebraico não está “Eu sou o que sou” com o verbo no presente, mas está no futuro contínuo expressando que D-us é aquele que se apresentará de forma como Ele sempre foi, sendo assim o termo אֶהְיֶה אֲשֶׁר אֶהְיֶה “Ehiê Ashér Ehiê” pode receber varias significâncias como por exemplo - Eu serei ou que serei ou - Eu serei aquele que sempre fui, ou - Eu continuarei sendo aquele que sou, ou - Eu continuo sendo o que fui, temos que ter em mente que D-us ao se auto proclamar desta maneira Ele não está revelando a si mesmo de uma forma existencial, pois Ele se proclama assim a Moshe (Moisés) depois que Moshe indaga sobre como identificar D-us ao povo que lhe questionaria qual é o Nome deste D-us; nota-se que a resposta a uma simples pergunta do povo que gostaria de saber quem é Aquele que os retiraria da escravidão e lhes reafirmaria as promessas feitas aos Patriarcas não se responderia a contento pelo entendimento do senso comum de compreender o אֶהְיֶה אֲשֶׁר אֶהְיֶה “Ehiê Ashér Ehiê” como “Eu sou o que sou” ou da forma de entender de alguns de nossos sábios que denominam D-us a partir deste verso de Ein Sof, ou Aquele que não tem fim ou simplesmente Eterno.
      O que eu quero dizer com tudo isso é que a Expressão: אֶהְיֶה אֲשֶׁר אֶהְיֶה “Ehiê Ashér Ehiê” não designa o que D-us é existencialmente, mas sim o que D-us seria de forma relacional ao povo, pois Moshe antecipa o questionamento do povo em querer saber como é o “Shem” nome de D-us no verso 13, tal termo em hebraico não significa somente “NOME”, mas também fama, memória, e principalmente reputação, e é neste sentido que a resposta que cabe a pergunta não é um simples “Eterno”, pois como já vimos responder a pergunta de como é a reputação ou nome de alguém não cabe apenas dizer o nome ou a reputação dele é “אֶהְיֶה אֲשֶׁר אֶהְיֶה “Ehiê Ashér Ehiê” ou Eterno, pois a pergunta tem intrínseca o entendimento de que a resposta será não existencial mas sim relacional, pois D-us ser Eterno mostra a sua concepção Existencial mas D-us dizer que “Eu serei aquele que sempre fui e continuarei sendo” relembra ao povo das promessas aos Patriarcas e principalmente das palavras de esperanças dadas a José, quando dentro da cisterna antes de ser vendido aos ismaelitas como escravo por seus irmãos, onde pela tradição D-us fala pra ele não se preocupar pois Ele seria o que seria com José em sua estadia no Egito, vemos aqui claramente a questão relacional do termo אֶהְיֶה אֲשֶׁר אֶהְיֶה “Ehiê Ashér Ehiê” com o povo que perguntou simplesmente quem seria tal D-us apresentado por Moshe.

      Excluir
    2. Agora analisaremos o texto de João 8:58 de forma simples, pois Yeshua quando profere o termo “Ἐγώ εἰμι” Ego Eimi, Eu sou, ele não esta se identificando com o termo de Êxodo 3:14 pelo simples fato de não caber uma resposta como dissemos anteriormente de tamanho cunho relacional, pois na passagem em apreço ele apenas relata a sua existência pré corpórea como a Palavra Personificada de D-us, tal Palavra que foi apresentada a Avraham como numa antecipação do futuro, fato que sempre ocorre aos escolhidos de D-us, que pela Graça Divina recebem um vislumbre dos planos de D-us, tanto isso é verdade que a passagem de João 8 diz que Avraham se alegraria em ver os dias do Mashiach, e como que numa antecipação do futuro ele viu e se regozijou, o povo não entendendo os mistérios de revelação e antecipação dos propósitos divinos, indaga Yeshua sobre como Avraham teria o visto sendo que ele não tem nem cinqüenta anos, então Yeshua responde a tal indagação de forma simples dizendo que antes de Avraham existir Ele de forma incorpórea já era no principio, já existia, simplesmente Ἐγώ εἰμι, eu sou, estou, estava, em síntese existia.
      Muitos se utilizam da forma como o povo se indignou com tal afirmação de Yeshua para dizer que ele se fez o אֶהְיֶה אֲשֶׁר אֶהְיֶה “Ehiê Ashér Ehiê” de Êxodo 3:14, mas não há subsidio contextual para isso, o que eu vejo e é compartilhado por muitos estudiosos é que devemos nos colocar no lugar dos ouvintes de Yahudá (Judá) que já vem replicando os feitos de Yeshua dizendo que tinha demônio, o criticando por seus ensinos de vida eterna e suas doutrinas, Yeshua indistintamente lhes categoriza como não sendo pertencentes a D-us pois não querem ouvir a verdade, e quem não se apega a verdade é filho do inventor da mentira, depois de tanta pancada o povo já está com a mira feita é só tacar o tijolo, e no clímax da conversa o povo vê um simples homem dizer que existe antes de ter corpo ou de que é mais velho que o grande Patriarca Avraham, me diga se nós cegos da verdade também não teríamos a mesma reação de pegar o primeiro tijolo pra tacar na cabeça de tal profeta que diz que existe por mais de 1700 anos. Como vemos a tendenciosidade em se achar no texto algo que não está lá é sempre perigosa.

      Excluir
  5. Shalom ben levy, duas referencias me veio a memória:
    1= o texto onde Yeshua declara que se não crermos que ele é Eu Sou todos de igual modo pereceremos.
    2= o texto declara que quando Yeshua disse Eu sou no Getsemani os soldados recuaram e caíram por terra.
    eu pergunto: o que ambos os textos nos ensinam.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thiago,
      Eu que lhe pergunto, pois o primeiro eu não achei em lugar algum, e segundo, Yeshua respondeu a uma pergunta simples de quem era o Nazareno que eles buscavam, e o que vejo mais nos evangelhos foi o que aconteceu minutos antes deste fato, que foi o de um filho angustiado suando sangue pedir encarecidamente ao Pai que passasse o cálice da morte, de diante dele, mas se submetendo ao que seria a vontade do Pai e não ao egoísmo da própria vontade. Então novamente pergunto o que é nos ensinado nestas passagens.

      Excluir
    2. João 8: 24 Por isso, eu vos disse que morrereis nos vossos pecados; porque, se não crerdes que EU SOU, morrereis nos vossos pecados.

      Excluir
    3. Em João 18: 6 diz: Quando, pois, Yeshua lhes disse: Sou eu, recuraram e caíram por terra.
      Porque caíram por terra. o que aconteceu para eles recuarem e caírem por terra diante de Yeshua quando ele declara Eu sou, ou, Sou eu.

      Excluir
    4. É isso que me intriga.
      Em diversas partes do Tanakh vemos Hashem usando essa expressão.
      Em diversas partes do Tanakh vemos também homens comuns usando essa expressão.
      Porém, com no caso de Yeshua acorreu algo único, que não vemos (creio eu) acontecer com nenhum outros; quando ele dá uma simples resposta, dizendo Sou eu, ou, Eu sou, todos aqueles que estavam diante dele e que lá foram para prende-lo, recuaram e caíram por terra. Eu me pergunto: Porque isso aconteceu.

      Excluir
    5. Acredito que ainda hoje O Senhor Yeshua continua querendo saber o que as pessoas pensam sobre quem Ele é, no ponto de vista delas, como a cerca de 2.000 anos atrás. Marcos 8: 27
      O TEXTO DIZ: "E saiu Yeshua e os seus discípulos para as aldeias de Cesaréia de Filipe; e, no caminho, perguntou aos seus discípulos, dizendo: QUEM DIZEM OS HOMENS QUE EU SOU?"

      A RESPOSTA FOI: V 28 "E eles responderam: João Batista; e outros, Elias; mas outros, um dos profetas".

      O SENHOR YESHUA ENTÃO FAZ OUTRA PERGUNTA; SÓ QUE AGORA PARA OS DISCÍPULOS, QUE ANDAVAM COM ELE, QUE TINHAM INTIMIDADE COM ELE, QUE APRENDERAM COM ELE, QUE RECEBERAM MUITOS ENSINAMENTOS POR INTERMÉDIO DELE: V 29a "E ele lhes disse: Mas VÓS QUEM DIZEIS QUE EU SOU?"

      PEDRO RESPONDE PELOS DOZE: V 29b "E, respondendo Pedro, lhe disse: Tu és o Cristo". Que maravilha de resposta.

      PORÉM:
      Para outros Yeshua era um enganador. Mateus 27: 23
      Para outros Yeshua era um violador das leis de Deus dadas à Moisés. Mateus 12: 10
      Para outros Yeshua era um samaritano e endemoninhado. João 8: 48
      Para outros Yeshua era um instrumento de satanás. Mateus 12: 24
      Para Tomé, Yeshua passou a ser Senhor e Deus. João 20: 28
      Para o centurião aos pés da cruz, Yeshua era Justo e o filho de Deus. Marcos 15: 39
      Para outros, Yeshua era um mentiroso e impostor. João 19: 7
      Para outros, Yeshua era um malfeitos. João 18: 30
      Para outros, Yeshua era um homem comum. Marcos 6: 3

      OU SEJA, a conclusão que eu chego é que: Já naquela época havia opiniões diferentes sobre quem Yeshua era no ponto de vista ou na ótica, no entendimento das pessoas. e sabemos e vemos que hoje não é diferente.

      Excluir
    6. No espiritismo - Yeshua foi o maior médium, um espirito evoluido e iluminado. o ser mais perfeito que esteve na terra. Os espíritas não acreditam que Yeshua é Deus. afirmam que não há igualdade absoluta entre entre Yeshua e Deus.

      As testemunhas de Jeová - afirmam que Yeshua é um ser criado, que antes de vir ao mundo era o arcanjo Miguel, Ensinam abertamente que Yeshua não é como Jeová.

      O budismo - Diz que Yeshua foi um grande mestre, tendo passado inclusive alguns anos de sua vida (dos 13 ao 29 anos) em monastérios budistas no Tibete e na India.

      O mormonismo - ensina que Yeshua não é o filho de Deus. não foi gerado pelo Espírito Santo. foi um espirito preexistente criado Deus e irmão de Lúcifer. Diz que Yeshua foi casado e polígamo.

      O islamismo - diz que Yeshua, o Filho de maria, nada mais era do que um mensageiro de Deus. Nega que Yeshua é o filho de Deus. Logo, ele não é divino. acredita que Yeshua seja apenas um profeta menor que Maomé.

      Nova era - Yeshua é considerado um dos muitos mestres iluminados, juntamente com Buda, Krishna e outros fundadores de grandes religiões. todos ensinaram a mesma coisa: como tornar-se um só caminho.

      cristianismo - Yeshua é Deus. assumiu a forma humana, recebendo assim o título de Filho de Deus. não está nem abaixo nem acima, mas lado a lado com Deus o Pai. possuindo a mesma essência e o mesmo poder que o Pai.

      Cada religião enxerga Yeshua de uma maneira.
      Devemos óbviamente ficar não com o que as religiões dizem e sim com o que a Palavra de Deus diz.
      Porém não basta só a letra, é necessário a interpretação correta do texto, e isso não é fácil.
      Mas não é impossível, certo?

      Forte abraço e Shalom de Yeshua Há Mashiach.

      Excluir
    7. Thiago,
      Exatamente o que digo, interpretação correta é o que falta, e por isso gosto de explorar o contexto bíblico de capa a capa e não textos isolados do geral, e até mesmo dilacerados de seu próprio contexto frasal, onde não é lido a informação anterior e nem posterior ao pequeno verso, e por esta distração, alienação, cegueira, ou seja lá o que for, é que existem tantos pontos de vista discrepantes, antagônicos, ou até mesmo sofísticos, onde parte da verdade é embalada em mentira ou a mentira embalada em um pouco de verdade.

      Excluir
  6. Thiago,
    A questão do "eu sou" já foi explicada nos comentários antigos acima, onde não existe no hebraico tal invencionice, sendo assim os septuaginteiros que se deliciam com “Ἐγώ εἰμι” Ego Eimi não se tocam que isso não diz nada para quem lê o texto hebraico, e portanto a forçação para ligar endeuzação ao termo não é plausível.
    O Texto de João 8:24 que você cita, o "eu sou" é referente ao verso 12 no qual Yeshua se declara a Luz do Mundo, e o não entender isso foi característica dos Fariseus, que mesmo depois de ele explicar tudo ainda perguntaram quem és tu? e a resposta curta e grossa: Isso mesmo que já desde o principio vos disse. (verso 25), deixando claro o seu papel de "eu sou a luz do mundo" e tudo que isso implica, não havendo lugar para endeuzação nenhuma aqui, ou ligação com Ex 3:14, além do que, se não for dilacerado o contexto da passagem iniciada no verso 12 que vai até o verso 58, vemos várias vezes o papel de subordinação ao Pai e nunca de auto exaltação ou endeuzação de si..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vejamos estes versos seguintes: João 8.16 "Se eu julgo, o meu juízo é verdadeiro, porque não sou eu só, porém eu e aquele que me enviou.17 Também na vossa lei está escrito que o testemunho de duas pessoas é verdadeiro.18 Eu testifico de mim mesmo, e o Pai, que me enviou, também testifica de mim." Notemos aqui a constância de dois seres individuais onde até a lei plausível é evocada, onde dois homens são necessários para testemunho, e vemos então dois sendo evocados por Yeshua, a saber, ele mesmo e o Pai, se a tal trindade que diz que os três são unidade, iguais e etc, isso descaracterizaria tal texto que evoca a dupla testemunha.
      Vejamos João 8.26 "Muitas coisas tenho para dizer a vosso respeito e vos julgar; porém aquele que me enviou é verdadeiro, de modo que as coisas que dele tenho ouvido, essas digo ao mundo." se Yeshua é D-us ou parte da dita trindade, por que ouvir algo de alguém se são uma só essência? Vejamos verso 28 "Disse-lhes, pois, Yeshua: Quando levantardes o Filho do Homem, então, sabereis que eu sou e que nada faço por mim mesmo; mas falo como o Pai me ensinou." mais uma vez Yeshua evoca o sentido de tudo que implica ser a luz do mundo retornando ao verso 12 e diz novamente que foi ensinado pelo seu Pai, Novamente pergunto se são uma essência um D-us um em três por que alguém precisa ser ensinado?
      Verso 29 " E aquele que me enviou está comigo, não me deixou só, porque eu faço sempre o que lhe agrada." aqui vemos a questão do "só ", pois se é um D-us, ele sempre está só, e como o filho não está só se ele é o D-us Único, e se é o D-us Único por que faz algo para agradar a si mesmo em sua Unidade Divina??
      Verso 42 "Replicou-lhes Yeshua: Se D-us fosse, de fato, vosso pai, certamente, me havíeis de amar; porque eu vim de D-us e aqui estou; pois não vim de mim mesmo, mas ele me enviou." mostra que o filho não veio por si mesmo mas foi enviado do Pai, cadê a igualdade cada a equidade na dita trindade, o que vejo aqui é subordinação e isso é visto em totalidade do contexto Bíblico, inventar que como homem ele faz isso e como D-us faz assado é uma piada sem tamanho, me digam onde se encontra a chavezinha de liga e desliga a endeuzação de Yeshua, não digo divindade pois isso ele possui por sua origem, por isso eu digo endeuzação pois é isso que fazem com o filho o tempo todo, o endeusando ao ponto de subtrair do panorama a figura do Pai, o Único e verdadeiro D-us. do qual Yeshua sempre busca dar Glorias e não a si mesmo como diz o verso 50 e de quem recebe a gloria como diz o verso 54,
      Mas como disse em outra postagem, se você consegue conviver ziguezagueando em desculpas e subterfúgios para não ver a subordinação do filho ao Pai do começo ao fim da existência, e fica tranquilo com a endeuzação do Filho, digo e repito meus parabéns.

      Excluir
    2. Ele é divino mas não é Deus.
      Ele saiu de Deus mas não é Deus.
      Ele era um representante de Deus na terra, veio em nome de Deus e por isso era Deus.
      O que significa ser em forma de Deus. me ajude a entender.

      Excluir
    3. Sinceramente Thiago, vai adiantar eu ajudar a entende o meu ponto de vista?, ou isso vai ser uma discussão sem tamanho onde os argumentos não são tratados e apenas visões particulares de versos serão lançados, pois eu falei do contexto, mesmo que superficial, de João 8 onde vemos dois indivíduos, e subordinação entre eles e nada se fala disso e pula-se para outro verso o do "em forma de" e ai me diga vai adiantar ficarmos nisso?
      Se você argumentasse contra os meu pontos de vista pontualmente dentro dos contextos discutidos seria bom, isso enriqueceria nossa conversa, mas se você for como todos os apologistas trinitários que visitam o blog, não teremos frutos, apenas pirraças, pois para termos algo que gere frutos é bom termos o paramento de - Vamos falar do Texto Tal e seu contexto, e exaurirmos o que é possível do texto, e dai chegarmos a uma conclusão seja ela unânime ou não mas pelo menos ir ao fim antes de passarmos para outra analise de outro texto.

      Excluir
    4. "Ele é divino mas não é D-us" - Isso mesmo, pois assim como anjos e demônios e seres espirituais ele não é limitado pelo tempo, nem pela matéria, e diferente dos outros ele RECEBEU autoridade, para reger e governar sendo sim divino e não endeusado pro isso, senão existira dois deuses e um subordinado a outro.
      "Ele saiu de D-us e não é D-us" - Isso mesmo pois se alguém provem e sai de outro ser, ele é dependente e subordinado àquele de quem saiu, senão existiram dois deuses, e um subordinado ao outro.

      Excluir
    5. Ele era um representante de D-us na terra, veio em nome de D-us e por isso ele não pode ser D-us, pois como assim alguém que é dito ser D-us precisaria representar o D-us que ele mesmo é, e como vem em nome de alguém e é este alguém, isso acaba com a representatividade e torna-se ilógico.
      Dai vem o outro texto "o do em forma de" antes de terminar o anterior mas vamos lá, o que esta frase quer dizer: "não considerou o ser igual a D-us" ????? Mas os ditos seus seguidores o consideram e ai oque fazer?????

      Excluir
    6. não estou aqui para discutir, estou aqui com o intuito de rever minhas crenças. abrir mão do que estiver errado e abraçar o que estiver correto.

      estou meditando em um artigo seu "Yeshua a qual devemos a nossa Salvação é o Filho de D-us, portanto não o D-us Todo Poderoso e nem parte de uma trindade."
      nele no tópico 2 na parte b, não entendi muito bem o que vc quis dizer, parece que está faltando algo no argumento; segue-se abaixo a parte que não consegui entender.

      Se Yeshua fosse D-us e igual à D-us, como os trinitarianos declaram, ele não estaria numa posição para servir como Mediador alguém deve ser a terceira parte; pois caso o Messias sendo D-us ou igual à D-us, seria uma das duas partes, e não teria condições de ministrar como Mediador entre os dois - D-us e o homem. (Gál. 3:20).
      Se possivel for coloque aqui para eu entender, desde já agradeço.

      Excluir
    7. vc possui algum estudo minucioso sobre o Espírito Santo; encontrei um sobre Yeshua, mas quero entender também a questão do Espírito Santo. Shalom do Mashiach

      Excluir
    8. quando eu disse: Ele era um representante de Deus na terra, veio em nome de Deus e por isso era Deus. me baseei no texto de êxodo, onde Deus disse para Moisés que Moisés ao ser enviado por Ele, para cumprir uma determinada missão, um determinado propósito a mando dE Deus, naquele momento ele era Deus.

      Excluir
    9. Não entendi a sua questão sobre o ser mediador?
      Eu quis dizer é, se Yeshua é o D-us dos cristãos ou parte do D-us, como ele serviria de mediador sendo que é necessário que haja três indivíduos para uma mediação, isto é, D-us o objetivo a se chegar. Yeshua o mediador, o meio a se chegar, e o homem o que é mediado até ao objetivo por meio do mediador, se como dizem os cristão o mediador é o objetivo, fica estranho vários contexto como por exemplo 1 Timóteo 2.5 "Porquanto há um só D-us e um só Mediador entre D-us e os homens, O Messias Yeshua, homem,"

      Excluir
    10. Se você cita Êxodo 4:16, o termo traduzido por D-us é o termo לֵֽאלֹהִֽים׃ que é elohim, e portanto não um termo designativo de de um Ser Todo Poderoso, mas sim um termo que designa alguém que detém poderes, autoridades para sobrepujar outros, assim como anjos, juízes e reis recebem tal designação, e por fazer referência a diversos poderes e etc é que o termo לֵֽאלֹהִֽים׃ elohim é plural.

      Excluir
    11. é como um embaixador.
      eu enviou alguém em meu nome, aquele que eu enviei ele em meu lugar vai falar em meu nome e quando ele falar é como se fosse eu falando.
      Yeshua era Deus nesse sentido, ele veio em nome do Pai, falou em nome de Deus e nesse momento ele era Deus.
      Como Moisés, ele não era um Deus, mas no momento em Ele foi enviado para executar uma missão em nome daquele que o enviou, naquele momento ele era Deus.

      Excluir
    12. Yeshua disse: Quem vos recebe, a mim me recebe, quem me recebe a mim, recebe aquele que me enviou. Mateus 10: 40

      Excluir
    13. Gostei da explicação sobre os tipo de pacados!
      Sobre o que dizer se Deus é trino ou não, fica um pouco confuso.
      Aquestão que joão 1:1 diz: No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.
      E sobre o que diz em 1 Timóteo 2:5 : Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem.

      Excluir
    14. Jesus é um ser divino, mas não é D-us

      Excluir
  7. Olá. E quem na juventude cometeu homossexualismo ou qualquer outro pecado mortal, mas depois de anos se converteu, tem perdão? Porfavor, preocuro muito uma resposta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, há perdão. Conforme já foi dito que após a aceitação de Yeshua como seu salvador e a porta que nos leva até o Eterno, devemos guardar as leis todos os nossos dias, resistir ao maligno, lutar contra o Ietzer Hará (inclinação para o mal), buscar comunhão com o Eterno através da leitura e meditação diária das Escrituras Sagradas, defender nossa convicção mesmo que com a vida. Recomendo que encontre uma comunidade judáica messiânica pra realizar a teshuvá, e descer às águas da forma correta (totalmente diferente das igrejas evangélicas) e gradativamente vc irá crescendo em sabedoria e revelação.

      Mesmo que não possa descer às águas logo, o Eterno escaneia nosso coração e ele sabe se vc se arrependeu e busca mudança. Sua comunhão com Ele vai te revelando cada passo novo, confie. Até que chegará o dia em que vc possa realizar esse ato e receber o espírito de Ruach Hakodesh (conhecido como espírito santo).

      Persevere e clame, pois as escrituras nos ensinam que quem pede recebe, quem busca acha e quem bate a porta lhe será aberta.

      Shalom!

      Excluir
  8. Ola.
    Quando ainda mais novo conheci a masturbacao, e desde esse tempo isso vinha aumentando em mim, não podia ver alguma mulher bonita, ou com alguma parte avantajada que já me batia aquela vontade e não negava. E desde então vinha me masturbando com freqüência cada vez mais. Por volta dos 17 anos tive o meu primeiro contato sexual, mas foi com um homem. O meu segundo foi ao 19 anos com uma mulher que estava namorando, a terceira foi com outra namorada. Estou namorando novamente morei com ela, e neste período enquanto tinha contatos sexuais com ela, trai ela com cinco pessoas, sendo 4 mulheres e um homem pois deixei ele fazer algo com minha genital, pois confecei com ela menos a parte do homem porque sei que iria magoala bastante ou não, não sei bem. Duas delas tinham namorados, esses casais eram tao felizes que ate hj não tive coragem de confecar ao parceiros delas. Um casal já esta ate para se casar.
    Minha mulher me perdo-o por esses meus erros menos o do homem pq não falei para ela. No decorrer da minha vida peguei coisas que não eram minha. No serviço principalmente pegava pessas eletronicas, velhas usadas mas do mesmo jeito não eram minhas. Já menti muito para meus pais não por maudade mas por medo, não me dou bem em nenhum serviço pois não aceito como esses patrões tratam as pessoas, mas sei também que não se pode amolecer diante de certos funcionarios, senão eles montam em seus patrões . ja fumei muita maconha, não acho isso errado depois que comecei a estudar e se aprofundar no rastafari.
    Quando tinha meus 19 antes de conhecer essa namorada que estou agora que foi a que me perdo-o, eu andava com grupo de rockeiro, aonde comecei a fumar tabaco e curtia daquele tempo ate esses dias muitas das bandas.
    Desde jovem vinha duvidando de muitas religioes, gosto bastante de Astronomia, e me questionava ate sobre o nosso sr D'us. Depois de ter revelado a um colega meu que tinha ficado com a namorada dele, perdi o contato total com ele, ele não me respondeu nada ficou em cilencio, mas deu para ver a raiva no olho dele e nos seus jestos.. Já tinha perdido o emprego e estava para entrega a casa de aluguel. Entregamos a casa e voltamos para casa de meu sogro. Que é da igreja apostólica da santa Vó Rosa e do santo irmão Aldo. Minha namorada também é desde que nasceu. E são pessoas de muito bom coração.
    Comecei a ter uns sonhos muito ruins, que alguem estava me matando.
    Antes disso tudo eu não horava, hoje Horo quando acordo nas minhas refeições esceto o café e quando vou me deitar.
    Comecei a ler a bíblia e a estudar as religiões, como os islã e o judaísmo. E vejo que os judeus segue tudo certo desde o principio.
    Não fumo, não bebo, parei de fazer sexo com minha namorada e baixo a cabeca para toda mulher arrumada que passa perto de mim para evitar mauls pensamentos. Deito com minha namorada para durmir mas não fazemos mas sexo porque vejo que está errado.
    Desde que comecei a ler a biblia, vejo que fiz muita mas muita mesmo coisas erradas diante do Criador. Arrependome de uma tanto mas de um tanto que só D'us e Jesus Cristo sabe. Choro as vezes pedindo muito misericórdia para com minha alma e da humanidade que esta nesse caminho. Choro as vezes não vendo possibilidades de salvação diantes de tantos erros. Preciso muito da sua ajuda. Preciso muito me reconciliar com D'us e Jesus.
    Sempre fui uma pessoa de bom coração, nunca desejei o mal para ninguém, nem para os seres humanos nem para qualquer um animal, gosto muito da natureza e no que nela hà. Hoje não como nem carne.só que vejo que i muita coisa errada diante do Pai e queria saber do sr, uma pessoa muito bem empenhada e sabedoura das sagradas escrituras se minha alma ainda tem salvação não só da minha mas da minha namorada e familiares pois cinto que oque abriu os meus olhos quer que eu reaja e corra atrás da salvação. E leve para as pessoas que precisam ser salvas.
    Quero com muita fé sendo pouca a minha mas esta crescendo a cada dia, achar um meio de nos salvarnos.
    Desde jah agradeço e muito mas muito mesmo de coração pela ajuda. D'us abençoe.

    ResponderExcluir
  9. Voce conhece algum grupo de Judeus Autônomos que nao são vinculados a Jesus:]

    ResponderExcluir
  10. Estimado irmão, Shalom Uvrachot, poderia comentar sobre Metatron?

    ResponderExcluir
  11. ESCLARECEDORֱֱֱֱֱֱֱֱֱֱֱֱֱֱֱֱֱֱ...MUITO BOM MESMO

    ResponderExcluir

Faça um blogueiro feliz, Comente porfavooooooooooooor