שמע ישראל י-ה-ו-ה אלקינו י-ה-ו-ה אחד
Shemá Yisrael Adonai Elohêinu Adonai Echad

domingo, 11 de setembro de 2011

Para quem acha que a Lei Alimentar de Levítico 11 e Deuteronômio 14 foi abolida no "Novo Testamento", segue explanação dos textos usados de forma incorreta para se embasar tal erro.

Parte 1
Dizem os crente hoje por ai: Nós na Nova Aliança podemos comer de tudo, é só orar que tudo tá limpo!

É no mínimo interessante o grande contraste sobre o que se ensina sobre o que Yeshua ensinou e o que vemos posteriormente na boca dos apóstolos.
Por exemplo, ensina-se que Yeshua tornou todos os alimentos limpos. Cobras e lagartos, rãs e suínos agora, podem ser saboreados sem medo de pecar pois Yeshua ensinou: "o que contamina o homem não é o que entra na boca, mas o que sai da boca, isso é o que contamina o homem. " (Mateus 15:11) e com esta “máxima” pregadores alardeiam que estamos livres para comer tudo o que se move.
Mas perceba a grandeza da Escritura que não nos deixa dúvidas… pois um pouco mais a frente Mateus escreveu que "Pedro, tomando a palavra, disse-lhe: Explica-nos essa parábola. " (Mateus 15:15) ou seja, o apóstolo não entendendo o sentido e significado desta purificação, não hesitou mas demonstrou sua ignorância quanto ao assunto e pediu: “explica-nos”
E o Senhor Yeshua explicou com certo tom de repreensão ao pedido de Pedro: "Ainda não compreendeis que tudo o que entra pela boca desce para o ventre e é lançado fora? mas o que sai da boca procede do coração, e isso contamina o homem. Porque do coração procedem os maus pensamentos, mortes, adultérios, prostituição, furtos, falsos testemunhos e blasfêmias. São essas coisas que contaminam o homem; mas comer sem lavar as mãos, isso não contamina o homem. " (Mateus 15:17 a 20).
Caro leitor, perceba que em todo o relato de Mateus, não há sequer menção de carnes imundas ou alimentos proibidos. Há sim um debate referente a "… não lavam as mãos quando comem pão." (Mateus 15:2). Então entendam que toda a discussão gira em torno de uma “tradição dos anciãos” e não de alimentos limpos ou imundos.
O ponto principal é que o próprio Pedro (ao contrário dos apóstolos contemporâneos) entendeu que Jesus não se referia a comer qualquer alimento pois agora tudo é limpo mas apenas a comer sem lavar as mãos!
O próprio Pedro, mais de três anos no mínimo, depois desta palavra de Jesus, repetiu para o mesmo senhor: “… nunca comi coisa alguma comum e imunda.” (Atos 10:14)
Não é interessante como o próprio Pedro pede explicação para Jesus e ele mesmo repete um bom tempo depois ao senhor: “nunca comi nada imundo”
Ora… não estava agora tudo purificado? Como então pode Pedro ainda fazer tal distinção? Desobediência? Obstinação? Teimosia em não aprender? Falta de inteligência em aprender? Seria Pedro um daqueles judaizantes? Ora … Pedro não foi ensinado assim. Simples assim! Yeshua não veio para purificar carnes de porco, caro leitor, e não foi isso o que Ele ensinou em Mateus 15!
“EU COMO TUDO PORQUE O QUE D-US FEZ É BOM”

Sim, realmente é bom o que D-us fez, mas, para o fim que D-us criou. Exemplo: minhoca é boa, mas não para se comer e sim fertilizar a terra. Urubu é tão bom e útil que é proibido por lei matá-lo. Por conseguinte, ao afirmar o Senhor que “tudo é bom” não foi para que nós hoje nos valhamos disto para satisfazer nossa vontade. Esta deve ser submetida à vontade do Senhor.
Mas o texto utilizado para se dizer que toda a criatura de D-us é boa é o texto de 1 Timóteo 4:1-5 “Ora, o Espírito afirma expressamente que, nos últimos tempos, alguns apostatarão da fé, por obedecerem a espíritos enganadores e a ensinos de demônios, 2 pela hipocrisia dos que falam mentiras e que têm cauterizada a própria consciência, 3 que proíbem o casamento e exigem abstinência de alimentos que D-us criou para serem recebidos, com ações de graças, pelos fiéis e por quantos conhecem plenamente a verdade; 4 pois tudo que D-us criou é bom, e, recebido com ações de graças, nada é recusável, 5 porque, pela palavra de D-us e pela oração, é santificado.”
Temos que notar que Shaul (Paulo) está falando com Timóteo que se encontra em Éfeso em meio a cultura pagã, onde certos preceitos ascéticos foram sorrateiramente adentrando à Igreja, e é exatamente contra tais preceitos que Shaul está a prevenir a Igreja e não contra a entendimento bíblico da Lei Alimentar expresso em Lev.11e deut. 14, pois vemos que ele assevera contra os que proíbem o casamento, e tal proibição não é judaica e muito menos bíblica, assim como a abstinência de se comer aquilo que o Senhor criou como alimento, pois os animais listados em Lev. 11 e Deut. 14 como impuros não são considerados alimentos, portanto tal abstinência relatada aqui em nada tem haver com a Kashrut Judaica, isto é , com Lei Alimentar Bíblica, mas isso fica claro quando Shaul fala que tais alimentos foram criados por D-us para serem recebidos por aqueles fiéis que conhecem plenamente a verdade, e se usarmos o conceito de verdade encontrado no Evangelho de João 17:17 que diz “Santifica-os na verdade; a tua palavra é a verdade.”, e entendendo que quando Yeshua disse isso e quando Timóteo recebeu a carta de Shaul a “PALAVRA” de D-us era só e somente só a Torah e os Profetas, concluímos que os fiéis que conheciam a verdade logicamente tinham Levítico 11 e Deuteronômio 14 como a verdadeira palavra de D-us.
Mas não obstante a tudo isso o próprio verso 5 mostra claramente o que acabamos de relatar, pois Shaul diz que pela PALAVRA de D-us e pela oração, o alimento é santificado, vemos novamente que não é somente orar para a carne de porco ficar santificada, mas tem que se passar primeiro pelo crivo da PALAVRA de D-us que já decretou que a carne de tal animal não é santificável, sendo assim mesmo que se queira tirar as palavras de Shaul do contexto histórico a qual Timóteo estava enfrentando não é possível mesmo assim se invalidar a LEI ALIMENTAR BÍBLICA.

“A CARNE DE PORCO NÃO IMPLICA NA MINHA SALVAÇÃO”


O Senhor quer que tenhamos boa saúde (III S. João1:2), porque nos comprou por bom preço, Sangue Inocente (I Cor. 6:19-20), e espera que sejamos puros (Rom. 12:1), para nos constituirmos realmente na morada do Espírito Santo. I Cor. 3:16.
Se alguém, pela ingestão de carnes imundas (Lev. 11; Deut. 14), se torna impuro, D-us nele não pode morar, e pior, será destruído no último dia. I Cor. 3:17.
Por exemplo, D-us Se “irrita” com os comedores de porco (Isaías 65:3-4). Também os consumirá (Isaías 66:17 – compare com os versos 22-23). Veja, D-us está falando que os comedores de carne de porco ficarão fora da Nova Terra. Isso merece, portanto, sua reflexão plena. Implica ou não na perda da salvação?, entenda leitor, não é, o não comer de animais impuros que vai te salvar, mas sim a graça de D-us, mas se você viver em desobediência a vontade de D-us, isso mostra o quanto a salvação dada por ELE, para você é tida como sem valor, pois se você morre com Yeshua na Cruz, simbolizado no seu Batismo, mas você nasce de novo para continuar fazendo o que você sempre fez, isso implica que você foi salvo do pecado mas preferiu voltar para ele sendo assim você vira as costas para o sacrifício de Yeshua, sendo assim novamente um réu para a condenação e isso é perder a salvação.
Fica aqui algumas considerações: Por que a carne de porco não é consumida nos hospitais? Deut. 14:8. Uma vez ouvi: “A diferença do urubu para o porco é que um voa e o outro anda sobre patas.” – De fato, a função de ambos é a limpeza da terra, e não ser o prato principal do jantar.

Texto orinalmente publicado por Anselmo Goldman em http://elohimomer.blogspot.com/ e adaptado, acrescido e mexido por Metushelach Ben Levy.

41 comentários:

  1. Caro Construtor do Reino,

    Primeiramente eu expresso minha trsiteza por ser você um seguidor oficial do Blog a algum tempo e não ter compreendido o nosso trabalho, pois se você tivesse lido alguns de nosso artigos anteriores nunca escreveria as coisas que escreveu, pois em primeiro lugar eu não imponho a Lei a ninguém, pois a Lei se cumpre por Fé e Graça, segundo lugar a letra somente mata àqueles que não cumprem a vontade de D-us e se colocam debaixo de maldição, pois a Lei foi dada para a vida física e material daqueles que as observam e como morte para aqueles que a desobedecem, sendo que a menos que você tenha rasgado o livro de Êxodo e Deuteronômio de sua Bíblia, o que eu digo aqui não terá nenhum sentido para você.
    Entenda uma coisa errada que você disse, se gentio não tem Lei, portanto não existe pecado pois segundo Romanos 7 sem Lei não há pecado, mas você ao ser chamado para ser filho de D-us, você deixa de ser gentio, mas não se torna um Judeu, mas sim se torna um membro da família de D-us conforme Efésios 2, e se você é trazido para perto da Comunidade de Israel você consequentemente receberá a instrução de qual é a vontade de D-us, e tal vontade está expressa na Lei e nos Profetas, portanto a sua Bíblia inteira tem valor, e não somente o Novo Testamento.

    ResponderExcluir
  2. Outro ponto é o de caracteriza Pedro e Paulo de forma antagônica, sendo Pedro apóstolos da circuncisão, e Paulo apóstolo dos gentios, mas não esqueça que Pedro foi o primeiro a levar o evangelho para um Gentio, a saber, Cornélio, e Paulo nunca deixou de ser judeu, e de guardar a Lei do jeito certo de que lhe foi ensinado, sendo que vemos em Atos Paulo no Templo oferecendo sacrificio de entrega dos votos de naziriato de alguns jovens mesmo tendo se passado mais de sete anos após a sua visita a Galácio e ter escrito a carta aos Gálatas, que muitos cristão usam para provar que Paulo não guardava mais a Lei, o que é um erro horrendo e inacreditável.
    Fora o texto de Colossenses utilizado de forma descontextualizada para o assunto que estamos tratando, ele serve sim para algumas colocaçoes especificas do assunto mas nao da maneira que você acha que ele serve, sendo assim discutiremos verso por verso da passagem usada para melhor compreensão, isso se você estiver interessado em compreender o que eu digo se não pode dizer.
    Mas para eu não ser tido como judaizante de forma errada, como sempre aliás, pelos cristãos, eu não prego salvação através da Lei e nem da circuncisão como os opositores de Paulo em Gálatas o faziam e alguns em Jerusalem como vemos em Atos, o que eu prego é a contextualização da Bíblia de Gênesis até Apocalipse de um forma que ela não se contradiga ou faça que D-us se contradiga, o que para mim em particular é uma Heresia supor, mas para isso eu tenho que mostrar o contexto judaico das Escrituras para que elas nao sejam má utilizadas e causem trasntornos e erros doutrinários, como temos visto por ai.
    Sendo assim fico no aguardo, se você vai querer conversar e estudar a passagens utilizada.

    Shalom

    ResponderExcluir
  3. Metushelach,

    Muito bem contextualizado esse assunto que é um grande problema para os que querem seguir toda a Bíblia, e não fazer como a maioria que carrega o Antigo Testamento por enfeite ou para não serem inclusos na maldição de Ap 22:19, ou sendo mais enfático ainda como vc mesmo citou, a menos que rasguem alguns livros de suas Bíblias, jamais entenderam o contexto muito bem explanado por vc. Espero sinceramente que mesmo que o "questionador" em questão não aceite esse estudo de colossenses, vc possa fazê-lo assim mesmo para auxiliar aqueles como eu e muitos outros, que acompanham o blog e seguem no mesmo raciocínio lógico que vc e que infelizmente são confrontados com esses entre outros versículos citados para justificar o injustificável, separar a lei da graça, pois sem lei vira anarquia, pois viver somente pela dispensação da graça dentro do contexto protestante é muito fácil pq tudo é permitido, virando essa triste bagunça teológica que vemos hj.

    Fique na Graça.

    ResponderExcluir
  4. Caro Metushelach,

    Excelente post, precisamos quebrar paradigmas impostos pela romanização e rerfomismo exacerbado atualmente.

    E a propósito você recebeu o documentário, e conseguiu abrir?

    Shalom.

    ResponderExcluir
  5. Aproveitando o gancho do assunto, tenho sido constantemente questionado que Paulo guardava os costumes judaicos como leis alimentares e idas ao templo aos sábado ou ainda chegou pregou as mulheres a beira do rio, para evangelizar e converter os judeus e judaizantes ao dito cristianismo e inclusive afirmam categoriacamente que através desses versículos mencionados por você como justificativa para que possamos hoje comer de tudo e guardar o domingo romano pois os cristãos primitivos já o faziam, alegando que Cristo apareceu várias vezes após a ressurreição num domingo e não num sábado, bom já que Paulo tinha credencial para tal por ter o voto farisaico, confesso que me faltou um pouco de conhecimento pois sobre essa interpretação e poderia até ter algum fundamento dependendo do ponto de vista teológico ou dogmático de cada um, baseado nisso como eu poderia refutar a questão dos alimentos e demais mandamentos "lei" para os meus acusadores de eu ser um judaizante?

    Obrigado

    ResponderExcluir
  6. Zergon,

    Como sempre agradecemos as palavras, e pode deixar que vou tentar fazer uma pequena explanação do Texto de Colossenses, mesmo não tendo uma réplica do Construtores do Reino.

    Shalom

    ResponderExcluir
  7. Elvis,

    A propósito eu recebi o documentário e baixei todas as partes depois de dois dias inteiros, mas na hora de reagrupar as partes, deve ter acontecido algo, pois as imagens e sons ficaram sobrepostos rodando ao mesmo tempo de modo ininteligível
    Fiquei triste pois queria muito degustar tal documentário.
    Ficamos no aguardo para saber se existe em algum lugar para poder assistir on line pelo menos.

    Shalom.

    ResponderExcluir
  8. Teófilo,

    Desculpe mas eu não entendi nada de sua argumentação, tente separar o que te disseram do que você disse e do que você pretende saber para que eu possa lhe ajudar de uma maneira mais direta em seus pontos de conflito.

    Estamos sempre a disposição, dentro do possível que patroa nos libera é claro, para ajudar.

    Fique na Shalom de Yeshua HaMashiach.

    ResponderExcluir
  9. Lendo o que comentei percebi que fui um pouco confuso mesmo, vou refazer minha dúvida:

    Tenho sido constantemente questionado sobre o fato que Paulo guardava os costumes judaicos, tais como leis alimentares e frenquentava o templo "aos sábados" inclusive pregou num sabado para mulheres a beira de um rio, com o objetivo de evangelizar e "converter os judeus" ao cristianismo justificando com isso que hoje podemos comer de tudo e guardar o domingo romano pois os cristãos primitivos já o faziam (referencia a Paulo e Pedro, que seriam cristãos e não mais viviam as leis judaicas).

    Outro ponto que alegam que Cristo apareceu várias vezes após a ressurreição num domingo e não num sábado, dando a entender que Cristo não seguia as leis mosaicas, já que Ele já tinha cumprido tudo na cruz.

    Voltando a Paulo, e levando em consideração que ele tinha credencial para entrar e sair do templo por ter o voto farisaico, e se utilizava disso para tentar converter os lideres religiosos da época.

    Confesso que me faltou um pouco de conhecimento sobre essa interpretação e dependendo do ponto de vista teológico ou dogmático de cada um.

    Baseado nisso como eu poderia refutar a questão dos alimentos e demais mandamentos "lei" para os meus acusadores de eu sou um judaizante?

    Obrigado.

    ResponderExcluir
  10. Ariel - Construtores do Reino,

    Agradeço por ter se mostrado ao diálogo.

    Primeiramente de maneira alguma quis te humilhar e nem vejo que as minha palavras o tenha feito, mas vamos para o que mais me deixar enraivecido, que é o de alguém comentar um artigo sem lê-lo, pois parece que foi isso que você fez, pois no seu ponto 2 que transcrevo agora: ... “O proprio Jesus disse que o que contamina o adam nao e o que "entra" mas o que sai de sua boca ver MT deve esta depois do capitulo 7”... mostra que você não leu nem a parte 1 e nem a 2 do artigo que você se prestou a comentar, pois nos dois artigos eu explico tal passagem de Mateus 15 que você cita mas não entende nem o contexto e nem se prestou a ler as minha contribuições para melhor compreende-lo, sendo assim não sei o quanto vai ser proveitoso eu discorrer sobre cada ponto que você colocou, pois se você apenas leu o Título do Artigo e já começo a combatê-lo como pode um dar certo tal diálogo.
    Então para não ficarmos apenas trocando comentários sem que a base do começo de sua argumentação contra o meu artigo seja bem focada (LIDA), fica a sugestão de você ler inteiramente os dois artigos e ai sim argumentar sobre cada ponto e listar pontualmente as suas objeções com base nos artigos e passagens utilizadas, pois se tudo que eu explicar, você ao menos nem ler, ficará difícil se construir um dialogo proveitoso tanto para nós como para os demais seguidores do diálogo no Blog.
    Pode ser assim????
    Não estou lhe impondo e nem lhe expondo, mas gostaria que você lesse sinceramente os dois artigos para que daí sim possamos dialogar, e depois sem problema algum poderemos discorrer sobre as suas demais argumentações.

    Fique na Shalom de Yeshua HaMashicah

    ResponderExcluir
  11. Teófilo,

    Agora sim!!!, compreendi o seu dilema, pode deixar que vamos tocando no assunto, mas para começar recomendo dar uma estuda nos pontos destes dois artigos do Blog: A Lei foi Abolida? - Parte I
    A Lei foi Abolida? - Parte II.
    Pois aqui temos várias argumentações sobre a forma contextualiza de se entender a Bíblia.
    Espero que já te ajude um pouco.

    Fique na Shalom de Yeshua HaMashiach.

    ResponderExcluir
  12. Caros irmãos leitores do blog, em especial ao “Construtor Do Reino”.
    CDR, não se preocupe já li seu post inteiro e seu pedido de desculpas ao meu amigo e irmão Metushelach, e confesso que fiquei feliz com sua atitude.
    Permita-me dar um rápido testemunho, já que muitos podem pensar que eu sou um adepto da “letra que mata”.
    Meu nome é Luiz Augusto e atualmente trabalho com o Metushelach na mesma empresa, mais especificamente ao seu lado e se isso for esclarecedor, sou um gentio cristão de origem tradicional ex-membro da Igreja Batista e há alguns anos atrás membro em uma igreja neopentecostal.
    A mais ou menos 3 anos atrás conheci este blogueiro (Metushelach). Insaciável pela verdade contida nas escrituras. Confesso que na época me encontrava desanimado com tanta hipocrisia no meio evangélico e falta de conhecimento sólido e sincero com as escrituras. De outro lado estava Metushelach um judeu messiânico que aos poucos percebi: precisava de um amigo ou melhor um irmão em Cristo que pudesse carregar junto os fardos que algumas situações da vida nos impõe. Naquela época, para mim, parecia inconcebível ser amigo e irmão de um seguidor da Lei (Torá). Metushelach estava debaixo de maldição.

    ResponderExcluir
  13. Por mais incrível que pareça, mesmo com os meus dilemas e minhas dúvidas acerca de muitas questões teológicas intransponíveis ao meu ver, passagens aparentemente contraditórias e entendimentos equivocados da Palavra, após 1 ano e meio fui começar a entender o que este humilde e sincero judeu crente em Jesus queria me dizer. Foi nesta época que escutei pela primeira vez um CD que ele tinha me emprestado e estava a mais de 6 meses guardado na minha bolsa. Duas perguntas:
    O que faz Metushelach ter tanta vontade de ensinar e mostrar-nos a verdade contida nas escrituras, não fazendo distinção entre credos e denominações?
    R: Um amor por cada vida que D-us aproxima de si, um temor a um D-us que acompanha cada uma de suas respostas, uma vocação e chamado irrevogável que D-us confiou ao povo Judeu como oráculo Seu, do qual Metushelach faz parte.
    O que faz um gentio crente neste D-us de Israel não entender o que ele quer dizer?
    R: Resumo em ignorância e falta sinceridade com as escrituras e consigo mesmo.
    Anti-semitismo – descontextualização da Bíblica com um todo – descontextualização cultural, histórica das circunstâncias que a Bíblia foi escrita – descontextulação de versículos fora de contexto – pré-conceitos em pensamentos pagãos ou romanos – formação teológica não – critica e não crítica textual (por favor entendam o sentido de crítica textual corretamente) e etc...
    Irmãos, tenho vivido ao lado do Metushelach diariamente e posso garantir que este rapaz fala pelo Espírito e ensina pelo Espírito. Tem obviamente se esmerado em estudar, estudar e estudar os originais, história, cultura e língua de seu povo. Nunca me impôs a Lei quaisquer aspectos da Lei para ser um comigo, porém sua fidelidade e vontade de acertar me constrangem.

    ResponderExcluir
  14. Temos estudado aos sábados, temos orado, chorando diante do Senhor com suplicas para vermos sua Igreja abençoada (judeus e gentios) um no Messias.
    CDR, tenha a certeza que não é somente letra e ninguém esta aqui judaizando. A Lei do Senhor é boa, perfeita, Santa e apta para nos corrigir de toda injustiça, assim diz Paulo ou não?
    Metushelach, meu amigo, desculpe o desabafo. Te amo muito e obrigado mais uma vez por tudo. Louvado seja nosso D-us que em Yeshua nos uniu.
    Para reflexão sincera dos que servem ao D-us de Abrão, Isaque, Jacó, Luiz Augusto, Metushelach, Teófilo, Zergon, CDR e demais.
    Salmos

    119.97 Oh! Quanto amo a tua lei! É a minha meditação em todo o dia!

    Aliás, CDR leia o blog desde o início. Eu já fiz isso e não me arrependo.

    Shalom a todos

    Luiz Augusto
    Florianópolis/SC

    ResponderExcluir
  15. Escreve tudo isso do Blues to the lord- church, e vem me dizer que a sua inspiração é através somente da Bíblia e da Ruach, seiiiii.
    Assim como eu disse para um certo anônimo que postava por aqui, se está aqui para descarregar enlatados sem descutir pontualmente os artigos que se presta a comentar, digo que sua intenção não é a de aprender e nem de ensinar é a de descer goela á baixo o que você acha o certo, mas como eu disse este blog é para pensarmos juntos e discutirmos pontualmente cada assunto sem atropelos, eu publiquei um texto sobre Mateus 15, para pensarmos e dialogarmos, você nem tinha lido o texto e descarregou objeções, e se eu publicar outros inúmeros textos temo que ocorrerá o mesmo, então se você não se acalmar e parar de descarregar os seus enlatados e a partir de agora parar para dialogar pontualmente a cada texto em pauta, um de cada vez, com calma, dessecando toda a contextualização da passagem abordade, sei que ficaremos num debate sem dialogo apenas com descarrego de enlatados e sem crescimento intelectual e principalmente espiritual, sendo assim gostaria de saber se você vai querer dialogar pontualmente cada texto com muita calma até concluirmos a questão de cada um ou você nao se interessa neste tipo de formula de aprendizagem?????

    Espero sua manifestação e compreensão do que quero iniciar aqui ou encerrar dependendo de sua resposta.

    Shalom

    ResponderExcluir
  16. Uriel,

    Novamente parece que você só leu o começo das coisas e não continuou, e já partiu para a objeção, pois ao meu ver, você leu o meu ultimo comentário até a parte : " através somente da Bíblia e da Ruach, seiiiii", e não continuou, então leia tudo até o fim, me responda o que eu perguntei e daí sim poderemos conversar, pois se a cada comentário, você ler a primeira frase e já parar para se opor, então ficará impossivel a comunicação.
    Então leia tudo até o fim!!!!! e responda, e fora que você nem deve ter lido a ultima publicação do Blog que é especialemnte para você, recomendo ler tudo!!!!!! e daí sim comentar.
    Obrigado!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  17. Confesso que fiquei emocionado com o testemunho do ...anonimo. Quero aqui deixar tambem o meu, permitam-me. Minha historia é bem parecida com a sua 'anonimo'Mais de 20 anos de crente, estudando,ensinando,pregando, mas sempre com um questionamento em mente;'Algo estava errado'. Depois de deixar de frequentar qualquer denominação, eja evangélica ou não, me debruçei nos estudose pesquisas(bendita Net) e comeceia achar repostas as minha indagaçoes. E neste blog, foi tudo o que eu procurava. Quero deixar registrado meu querido irmão Metushelach, permita chamá-lo assim, tens sido usado pelo Eterno, Baruch haShem,para iluminar meu entendimento, e tenho crescido espiritualmente.Só lamento não poder me relacionar pessoalmente, como no caso do 'Anonimo' Obrigado e fica na Shalom do Eterno nosso D'us. Anonimo se puder e quier gostaria de contactar vc para aprender contigo tambem, meu e-mail e: paulopaixao2006@hotmail.com.

    ResponderExcluir
  18. Suas conclusões me parecem muito bíblicas, e se parecem muito com os estudos dos Adventistas do Sétimo Dia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ricardo, a diferença é que os Adventistas negam o chamado de Israel e se colocam no Lugar, roubam todo o sentido profético e se colocam como os eleitos únicos e isso é um erro sem tamanho, para isso dar certo tem que se rasgar mais de um terço da Bíblia.

      Excluir
  19. Metushelach, achei esclarecedor os seus argumentos, porém fui ensinado que devo me abster somente das recomendações expressas em Atos 15: 19,20, pois essas são leis exclusivas para os gentios. Preciso de suas explicações deste texto de Atos. Obrigado.

    ResponderExcluir
  20. Caro Sebatião,


    Sim há mandamentos iniciais para gentios em Atos 15, que é o minimo necessario para que o gentio seja ritualmente puro para ser aceito na comunidade e depois aprender os demais mandamentos veja Atos 15:21 fala deste ensino paulatino, mas as regras iniciais devem ser cumpridas mesmo sem entendimento pois são ordenças Divinas de purificação minima, todas as demais orientações Biblicas tidas como leis, devem ser entendidas antes de serem praticadas pelos gentios e somente depois de estudadas paulatinamente e reveladas pelo Espirito Santo é que tais mandamentos devem fazer parte da vida do gentio achegado a comunidade de Israel pelo testemunho de Yeshua.

    ResponderExcluir
  21. Não há dúvidas depois desta bela explicação. Gostei muito. As pessoas tem que acordar e deixar os dogmas de ROMA. A palavra do Eterno possui todos os preceitos para termo uma vida saudável e agradavél aos seus olhos. Um abraço

    ResponderExcluir
  22. Metushelach, o seu blog tem contribuído muito comigo, nessa minha busca pela verdade, pois, através de suas explicações passo a compreender melhor as passagens biblicas. Agora consigo ver que tudo se encaixa. A palavra de Deus se confirma um capitulo com outro. Isso é fantástico...o Espírito Santo me revelando sua vontade através de você e muitos outros que estão empenhados em levar a igreja para suas raízes judaicas. Obrigada e que Yeschua continue te iluminando cada vez mais.Shalom

    ResponderExcluir

Faça um blogueiro feliz, Comente porfavooooooooooooor