שמע ישראל י-ה-ו-ה אלקינו י-ה-ו-ה אחד
Shemá Yisrael Adonai Elohêinu Adonai Echad

quarta-feira, 23 de março de 2016

Próxima Festa - Purim

Festa de Purim acontece este ano no dia 23 de Março.


A festa de Purim é celebrada anualmente pelos judeus de todo o mundo, ela relembra o período do império Persa sob o domínio do rei Achashverosh (Assuero) onde ocorreu o livramento do povo judeu das mãos de um terrível inimigo cujo nome era Hamã, essa história está relatada no livro de Ester da Bíblia sagrada conhecido em hebraico como Meguilá de Ester. O termo Pur apresenta ter origem persa e significa “Sorte” como Purim está no plural, portanto “sortes”, esse nome dá-se em função dos vários sorteios realizados por Hamã, que os realizava para determinar o dia e o mês mais propício para atacar os judeus, os persas tinham suas crenças voltadas ao zodíaco e creditavam muita honra aos astrólogos e magos dentre os quais provavelmente foram consultados por Hamã para lançarem as sortes. A guematria (Arte de somar as letras hebraicas, visto que cada letra possui um valor numérico) de Purim dá um total de 336, ou seja: Pei S=80, Vav Y=6, Resh I=200,Yud W=10 e Mem F= 40, somando 336 teremos 12 que é o total das tribos de Israel, com isso concluímos que a tentativa de Hamã era na verdade um plano diabólico perpetrado por satanás para aniquilar não somente Mordechai (Mordecai) mas todo povo judeu, o dia exato do livramento foi no dia 13 de Adar (mês que corresponde entre os meses de Fevereiro e Março) para a grande maioria das pessoas o número 13 soa como um número de azar isso dentro das culturas ocidentais principalmente quando cai num dia de sexta-feira como no caso das sortes lançadas sobre os judeus nos dias de Ester, mas no contexto judaico esse número é muito querido e representa o amor, a soma da palavra amor (Achavath) em hebraico é 13) quando somamos o número 13 temos 4 que representa o mundo, temos 4 estações no ano, 4 pontos cardeais no planeta, 4 evangelhos entregues á humanidade que se resumem em João 3:16, e assim por diante, concluí-se que pelo dia do livramento, que Hamã queria destruir os judeus não somente na Babilônia então sob domínio persa, mas em todo o mundo, o que demonstra que a preocupação de Hamã não era apenas com Mordechai (Mordecai), ao somarmos o numero12 teremos o valor numérico de 3 que representa mudança de estado ou transformação de situação, basta lembrarmos que Pedro teve sua situação espiritual alterada seu estado emocional modificado no ato de suas três vezes que negou ao Mashiach (Mt.26:69á75) essa alteração retrata bem o fato acontecido com os judeus nos dias de Ester, em contraste com a situação de Pedro tudo parecia perdido para Mordechai e para os judeus, mas de súbito houve uma mudança de estado emocional e de situação para ambos, na tentativa de extermínio ocorreu o livramento.

Em Purim todas as coisas ocorrem de forma oculta, os personagens agem à surdina e a trama se desenrola como num de filme de suspense, eles se revelam no final do evento trazendo um desfecho inesperado, ou seja, a vitória dos judeus.

O 1º personagem oculto é o próprio rei Achashverosh, que demonstrou com suas atitudes primárias sua total incapacidade de reinar, isso ele demonstra quando vende o povo judeu por nada para Hamã, um rei de verdade não teria tal atitude sem antes investigar á fundo as acusações contra eles proferidas.

O 2º personagem é Ester, palavra de origem hebraica e significa estrela, uma pessoa cativante, charmosa e sensual, o nome vem do verbo hebraico “mastir” que significa “esconder, ocultar” o nome verdadeiro de Ester era Hadassa que significa “murta” uma espécie de arbusto com o qual se fazem cercas vivas, tanto a origem quanto o significado do nome de Ester demonstram o papel importante que ela desempenhou na história. Sua beleza foi o item primordial na escolha do rei e seu brilho cativante descortinou a atitude de Hamã o levando a sua própria destruição, ela era prima de Modechai e vencedora do primeiro concurso de beleza de que se tem notícia na história, depois de pronta foi levada á presença do rei que não conseguiu conter-se ao ver o charme e a sensualidade dela, durante todo o tempo ela se manteve escondida (mastir) não revelando sua identidade judaica, mesmo após ter se transformado em rainha, assim ela personifica o novo Israel de D-us munido de ex-gentios (ICo.12:2-Ef.2:11á14) agora novos frutos na comunidade de Israel através do enxerto (Rm.11), por um período extenso de mais de um milênio e meio a Igreja de Yeshua assumiu características contradizentes em relação á sua origem judaica permanecendo oculta por todo esse tempo e negando com isso os princípios de Yeshua para com sua Igreja em relação ao seu povo de começar primeiro com o judeu (Lc.24:47-Rm1:16), a mesma atitude teve Ester ao saber da situação do povo judeu na Pérsia (Et.4:11) a resposta de Mordechai soa como um sinal para a Igreja de Cristo (Et.4:13-14) acerca disso valem as palavras de Paulo “não presumais de vós mesmos” (Rm.11:25), agora nos últimos dias a Igreja está se revelando aos poucos resgatando suas origens, seus padrões e princípios bíblicos judaicos assim como Ester teve que se manter escondida, essa união entre os messiânicos (Mordechai) e os evangélicos unificam a igreja e tem e estará se transformando numa grande muralha (murta) de proteção espiritual em torno de Israel nos últimos dias que novamente terá de passar pela aflição do desejo de seus inimigos de verem a sua destruição, nesse contexto Ester representa a Igreja profética dos últimos dias que através da intercessão e jejum estará contribuindo de forma ineficaz junto ao rei Yeshua em favor do povo judeu gerando sua proteção e proclamando sua paz (Sl.122:6).

O 3º personagem é Hamã, seu nome significa estar quente, morno, vem da origem Hamas que significa violência, maldade, injustiça. Hamã foi uma espécie de inimigo oculto, que além de violento, usou de maldade e injustiça contra Mordechai e os judeus, ele não se satisfaria com nada menos que a destruição do povo judeu, no decorrer da história da humanidade vários Hamãs tem surgido no caminho de Israel, homens “quentes” e violentos como o general Tito de Roma em 70dc, as cruzadas na Europa sob o sistema de Roma, a inquisição católica, Hitler, os Palestinos com seus homens bomba, o Irã com a tentativa declarada diante da comunidade mundial de exterminar Israel do mapa e outros sempre tiveram e têm princípios mortais para o povo judeu, mas todos eles terão que provar o próprio veneno assim como Hamã foi enforcado na sua própria forca.

O 4º personagem é Mordechai, a origem do nome é babilônica, e deriva do nome Maduk, um deus mitológico da Babilônia, os judeus da Pérsia costumavam dar nomes babilônicos aos seus filhos, Mordechai era primo de Ester, era da tribo de Benjamim descendia de Jair, Simei e Quis, este era pai de Shaúl o primeiro rei de Israel, um dado importante na vida de Mordechai, visto que Hamã era agagita descendente do rei Agague dos amalequitas na época inimigo declarado do rei Saul, após a morte dos pais de Ester Mordechai a adotou e criou educando como se fosse sua filha, durante a história ele instruiu Ester concedendo a ela vários livramentos e a mantendo em conexão com o rei Achashevosh através de seu comportamento, na pessoa de Mordechai temos figuradamente o judaísmo messiânico (judeus crentes em Yeshua) que surgiu nos dias de Yeshua e está ressurgindo das cinzas nos últimos dias, os judeus messiânicos vem interagindo com a Igreja de Yeshua (Ester) e trabalhando arduamente para a salvação do povo judeu através de Yeshua, assim como Mordechai, educando a Igreja no relacionamento com o Rei Yeshua, através de instruções e conselhos nos padrões judaicos das escrituras, isso está acontecendo mesmo que ainda pareça aos olhos de muitos, não ser possível devido aos vários conceitos religiosos e ao proselitismo existente entre ambas as partes, esta acontecendo em oculto á vista da comunidade mundial religiosa, o mesmo ocorreu com Ester que recebia essas instruções ás escondidas, os fatos na história de Ester demonstraram a atualidade que vivemos nos nossos dias, pois Israel se vê a sombra de um terrível ataque anti-semita (oposição á Israel) a qualquer momento, Hamã transfigura o terrível anti-semitismo contra os judeus e sua inimizade contra Ester específica o personagem do Anti-Cristo, ambos serão resistidos e destruídos mediante a união entre Mordechai e Ester (Judeus Messiânicos e Evangélicos) Cristo realizou o obra de unificação entre judeus e gentios (Ef.2:14) e as atitudes impensadas dos dois povos criaram novas barreiras, nossas barreiras devem ser quebradas o mais rápido possível para juntos agirmos em favor de Israel e do reino de Yeshua. Assim como Mordechai ocupou uma posição de destaque no reino de Achashverosh, o judaísmo messiânico também terá no casamento de Yeshua com sua Igreja, na festa das bodas(banquete de Ester) e no reino de Yeshua.

5º personagem é D-us, em nenhuma passagem do livro de Ester está mencionada a palavra D-us, talvez pelo fato de que o livro tenha sido escrito nos idiomas dos medos e dos persas, mas é evidente a participação do Senhor na história de Ester, primeiramente no ato da insônia do rei (Et.6:1), ninguém que esteja perturbado por alguma insônia iria querer ler um livro de atas políticas como livro de crônicas reais, é como se você estivesse sem sono e pegasse o livro da constituição de seu país para ler, mas o rei pediu o livro e foram lidas as crônicas de seu reinado, então se leu sobre o feito de Mordechai em seu favor, que interessante justamente num período perigoso para Mordechai e para o povo, em toda a história de Israel o Eterno se mostrou presente, mesmo no holocausto de Hitler, os judeus surgiram das cinzas da morte e reconstruíram o estado de Israel se tornando a mais forte potência do oriente médio.

O que podemos aprender com Purim é que mesmo que o inimigo possa lançar sortes contra nossas vidas somos guardados e protegidos pelo Eterno como uma pessoa protege a parte mais sensível de seu corpo “a menina de seu olho”, talvez pareça que é o fim para nós, mas no término de tudo lá está a mão de D-us agindo no silêncio da noite, Purim não está estabelecida entre as sete festas fixas anuais, mas demonstra com exatidão que todos nós devemos comemorar os vários livramentos concedidos pelo Eterno, assim como o dia do livramento equivale ao número da terra, Purim se torna uma festa universal para todos os que constantemente são livres das garras do mal pelo D-us do livramento e aguardam com ansiedade o dia do casamento de Yeshua com sua Igreja e as maravilhosas bodas para o estabelecimento de reino de paz e justiça que se seguirá!

Chag sameach HaPurim!
Feliz festa de Purim!

Fonte: http://www.restaurandoisrael.com.br/?p=38

23 comentários:

  1. MEsmo não sendo de origem judaicas podemos comemorar diante do Senhor todos os dias a festa de purim e agradecer a ele por nos livrar a cada dia dos laços de nosso inimigo! O Povo de DEus é vitorioso!

    ResponderExcluir
  2. Leila,

    Agradeço a participação, e se sinta a vontade para comentar, questinar, indagar sobre qualquer assunto bíblico.

    Fique na Shalom de Yeshua HaMashiach.

    ResponderExcluir
  3. Eu fico fascinada com essan história e comemoro pela vitoria do povo de DEUS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônima,

      Que bom compartilharmos de um mesmo sentimento de triunfo pelo poder de D-us em meio a seu povo escolhido.
      E que no próximo dia 8 de março que vc possa participar em meio uma comemoração judaica e vc se sentirá transportada para junto da Rainha Hadássa (Ester) em meio a sua angustia e posterior alegria.

      Shalom

      Excluir
  4. Metushelach Ben Levi, fui convidada a conhecer o Judaísmo Messiânico, mas me senti como se estivesse participando de um Culto Evangélico.
    Como não conheço absolutamente nada estou completamente perdida.
    Gostaria, se possível, que o senhor me explicasse se o Judaísmo Messiânico é (desculpe se parecer grosseira a minha fala, não é minha intenção) uma discidência da Igreja Evangélica.
    Eu tinha uma visão muito diferente do Judaísmo (através de filmes, alguns documentários, etc), mas estou completamente desorientada e um pouco assustada.
    Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônima,

      Dependendo de onde você foi, pode ser sim uma discidência evangélica, no qual existam somente ex-evangélicos decepcionados com suas igrejas e sem coragem de bater de frente com o sistema e dai se vestiram de judeus e começaram o arremedo de sinagoga.
      O Judaismo Messianico real tem judeus circuncidado de família tradicional que são responsáveis em fazer um serviço de culto nos moldes judaicos milenares sem aspecto nenhum evangélico.
      Portanto é sempre bom saber a origem do local onde se visita para não ficar com a impressão errada.
      Shalom

      Excluir
    2. Não existe judaísmo messiânico. Isso é uma farsa. Ou é judaísmo ou é messianismo

      Excluir
    3. Não existe judaísmo messiânico. Isso é uma farsa. Ou é judaísmo ou é messianismo

      Excluir
    4. Caro Visitante, melhor acompanhar as mudanças que o cercam, pois depois de anos de Batalha Judicial a Netivyah Bible Instruction Ministry, conseguiu em última instância o direito que qualquer Sinagoga tem em Yerushalaiym seja fiscal, seja de reconhecimento público e acadêmico sendo assim a primeira na cidade a poder se auto denominar Messianic Jewish Congregation sem ser confundida com igreja evangelica, protestante ou católica.
      Por tanto existem judeus circuncisos ao oitavo dia cumpridores da Halachá que declaram a messianidade de Yeshua sem perderem sua judaicidade nem serem confundidos com cristãos.

      Excluir
    5. Claro que sei que você pode ter as suas restrições quanto ao Brasil, por aqui existirem muitos fantasiados de judeus por ai, se auto proclamando judeus mas que não passam de ex evangelicos fantasiados, mas sem conhecimento algum da Halachá, que nunca leram literatura judaica como Midrash Tanchuma, Buber, ou Targum em aramaico como Tafsir Rasag, Onkelos, Yonatan ou Yerushalmi, nem comentaristas como Rashi, Ibn Ezra, Alshich, Sforno, Radak, Rabbeinu Bahya ou outros como Baal Shem Tov, Baal HaTurim e tantos da nossa cultura, se utilizando do unico material traduzido ao alcance deles que são os comentários das Parashiot disponibilizados pelo site Chabad. Mas entenda que existem judeus de verdade e não cristão que entende que Yeshua é Mashiach sem ser ele um deus ou parte de um deus e sim o ungido que vem para abrir o conhecimento do D-us Único para as nações e depois virá para estabelecer o Reino a partir de Yerushalayim.

      Excluir
  5. Baseado na pergunta e na sua resposta anterior desse texto..pode me explicar...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo, Não tenho nada contra a instituição Evangélica, eu tenho é certo receio da misturança que vem acontecendo, como no caso da pergunta da anônima que diz ter ido numa congregação dita judaica e ter se sentido numa instituição evangélica, sendo que isso nunca aconteceria num ramo do Judaísmo autêntico, pois quando ela disse evangélica o que vem a cabeça, ou o barulho das igrejas pentecostais, ou discurso triunfalista das neo pentecostais ou barganha com D-us nas dinheristas como Universal, Intern. da Graça, ou da Intern. do Poder de deus mamom. Sendo que tem crescido o número de ex evangélicos que começaram a pensar e a estudar e se sentir peixe fora d'água dentro de suas denominações mas ao invés de fazerem como o ícone deles o Lutero e tentar mudar por dentro, se acovardaram e se transfiguraram de pseudo judeus, é isso que eu não gosto, de pessoas sem identidade, se é evangélico continue sendo mas tentem concertar os erros com autoridade e não fugindo para movimentos que agregam ex evangélicos vestidos de judeus.
      Dá pra fazer parte de ministérios autênticos de Judeus Messiânicos sem precisar se fantasiar de judeu, se você tem personalidade você apenas aceita os ensinos de raízes bíblicas e judaicas e as ensina em suas próprias denominações, mesmo que venham as pedradas ou no máximo vir a congregar nas Sinagogas Messiânicas sem se fantasiar.

      Espero que entendam meu posicionamento e não se sintam ofendidos.

      Fiquem na Shalom que emana do Mashiach Yeshua.

      Excluir
  6. Faço minhas as suas palavras meu amigo Metushelach, realmente oque tem de gente travestindo de judeu sem se quer conhecer os costumes e tradições judaicas chega ser absurdo.

    No meu entendimento isso mostra claramente o sinal dos tempos do fim, essa babilônia evangélica que tem como objetivo direto o lado financeiro e na melhor das hipóteses as tradições pré-impostas por seus ditos fundadores, que na grande maioria distorcem a Bíblia e impoem heresias bizarras.

    Quanto a parte de seu comentario sobre o deus Mamon, gostaria de lhe perguntar se quem seria ele realmente (no contexto historico)? Se nos originais consta a referencia de Mamom em Mt 6:24? E porque algumas traduções usa-se riquezas ao inves de Mamom?

    Fique na Graça.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Zergon,

      Shalom meu caro amigo,

      Sobre o termo Mamon μαμωνᾷ “Mamonã” o mesmo aparece quatro vezes nos Evangelhos nas seguintes passagens : Mateus 6:24, Lucas 6:9,11 e 13 e todas as vezes com o sentido de riqueza, dinheiro, tesouro ou bens matérias.

      O Termo em si vem da corruptela do aramaico do termo hebraico ממון, “mamon” que significa até hoje apenas “Dinheiro”, ou riquezas.

      Portanto Mamon não é nenhum ídolo antigo, ao menos segundo diversas fontes históricas judaicas consultadas, mas sim apenas uma personificação do amor ao dinheiro, da cobiça e avareza, sendo algo físico desencadeador de um sentimento escravizador que por muito ser debatido tomou uma aura de uma divindade com poderes sobre as paixões humanas, pois isso Shaul escreve a Timóteo em 1 Tm. 6:10 “Porque o amor do dinheiro é a raiz de toda espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé e se transpassaram a si mesmos com muitas dores”. Shaul está mostrando o quanto o homem pode se deixar levar por tal sentimento de cobiça que o amor ao dinheiro pode causar, tanto que o homem que confia na força de seu braço para conquistar sua fortuna e depender dela se faz maldito (Jr. 17:5), desconsiderando a Soberania de D-us e a não ficando na dependência da provisão divina.

      Quanto à traduções algumas vertem o termo de forma mais correta para riquezas, dinheiro ou tesouro e outras influenciada pelo entendimento de personificação de tal sentimento em forma de uma entidade, mantêm o Termo de Forma Nominativa como que se referindo a uma entidade, a Mamon.

      Espero ter ajudado.

      Excluir
  7. Amigo Metushelach,

    Mais uma que aprendi.

    Pois eu achava que se tratava de um deus pagão das riquezas.

    Agradeço seu auxílio mais uma vez e que o Senhor nosso Deus continue a iluminar sua mente sempre.


    Fique na graça.

    ResponderExcluir
  8. Shalom Metushelach Ben Levy,
    Meu nome é Ronald Serra, moro em Marabá - Pará.
    Hoje no trabalho descobri o seu blog.
    Quero fazer uma pergunta: você é da congregação Judaica Messianica ADONAI SHAMAH ?
    Gostaria de comentar o seguinte: Já fui evangelico, dos fervorosos, mas eu estudava a biblia e achava a "igreja" da biblia diferente da igreja evangelica atual. Teve dias que não conseguia escutar tanta balela:" o fulano vai cantar, o coral vai cantar, o vocal vai cantar. E na hora da mensagem (pregação) simplesmente um caldo de pedra, quero dizer, sem consistencia, não havia revelação de D'us para a igreja."
    Cansei.
    Comecei a buscar a D'us em casa, em oração e leitura da palavra e muita pesquisa na internet procurando entender o que estava acontecendo com esta geração, e um dia descobri os judeus messianicos, a principio fiquei com um pé atrás (porque fui doutrinado assim), de cara me deparei com mentira da trindade, foi um choque, mas orei ao ETERNO e fui liberto da babilonia.
    Na minha cidade não tem judeus messianicos, estou orando ao ETERNO e pedindo que levante um Ro'sh e uma congregação.
    Não me importo com o que vão falar de mim, vou fazer TESHUVÁ e seguir o ETERNO.
    Baruch RACHEM.
    Que D'us te abenõe e te dê força.

    Ronald Serra Araujo
    roniserra@gmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ronald,

      Shalom e seja bem vindo ao nosso Blog.
      Primeiramente como diz o Blog eu ainda sou autônomo, e portanto não participante de nenhuma congregação institucionalizada, participo sim da comunhão entre os membros do corpo do Mashiach, a saber a verdadeira Igreja, e para fazer parte desta Igreja é preciso arrependimento pela vida de pecado, e um genuino renascer no Mashiach, sendo a partir deste reconhecimento da necessidade do sacrificio perfeito oferecido pelo Mashiach, uma nova criatura que frutifica para o Reino e Honra de D-us nosso criador.
      Outra coisa, o Termo Teshuvá é amplo, então tome cuidado, pois se engloba em tal termo de forma moderna a converção a um judaismo não Bíblico, com circuncisão que se não for por real entendimento do pacto e da aliança de D-us e Avraham pode ser prejudicial espiritualmente.
      Lembre-se se você não é descendente de judeu você não precisa se tornar um judeu, mas sim se aproximar da comunidade de Israel e entender as Santas Escrituras pela otica contextual que faz da forma judaica de interpretação a mais condizente para tal propósito.
      Não se vista como judeu, não adquira habitos judaicos e nem linguajar judaico só para se diferenciar dos evangelicos, primeiro entenda cada mandamento e cada interpretação biblica do modo judaico para depois tomar alguma decisão que mude os seus habitos, sendo assim não se preocupe com o que os outros falam apenas aprofunde o seu relacionamento com D-us e o entedimento da vontade Dele revelado nas Santas Esxrituras e testificado entre os membros do corpo do Mashiach pela manifestação da Ruach HaKodesh.

      Fique na Shalom que emana de Yeshua HaMashaich.

      E estamos a disposição para ajudá-lo no estudo das Santas Escrituras.

      Excluir
    2. Shalom Metushelach Ben Levy,
      Agradeço suas respostas aqui colocadas. Estou estudando, orando e buscando a D'us. Não quero fazer nada por impulso e precipitação.
      Sinto a SHALOM dentro de mim como nunca tinha sentido antes, agora é diferente, consigo entender os textos biblicos. Estou muito feliz com o que D'us tem feito dentro de mim, tudo mudou.
      Gosto da visão Judaica Messianica, das PARASHA's, e de tudo, não me sinto obrigado a nada. Porque como já me foi falado: "a obrigação traz hipocrisia", tem que ser conciente e por amor para seguir o ETERNO.
      Quando falei que quero fazer TESHUVÁ, é no contexto Judaico Messianico.
      Estou estudando. Acredito que na hora certa o ETERNO me mostrar o que quer de mim.
      Fique na Shalom do D'us ETERNO e do seu Filho Yeshua HaMashaich.
      Que o ETERNO abençoe você e sua familia.

      Ronald Serra Araujo
      roniserra@gmail.com

      Excluir
  9. Boa tarde. Sou editor do CORREIO Tocantins, de Marabá, no Pará. Estou precisando do contato de representantes da comunidade judáica que residam na cidade visando a produção de uma matéria para a edição de fim de ano do jornal.

    ResponderExcluir
  10. " bom dia, acabei de conhecer o seu blog.
    Eu não sigo nenhuma religião, mas sou crente em D-us, as vezes vou em uma igreja evangélica que fica perto da casa da minha mulher, eu sou um protestante presente nao auxílio ninguém a nada só escuto e observo faço meus cânticos seguindo os hinos da harpa, esse mundão ta moiado ja nao sei em quem acreditar, mais tenho muita Fé no salvador Yeshua em D-us e no Espírito Santo
    Quem me dera, ao menos uma vez, esplicar que um só Deus ao mSm tempo é três
    Tem horas que me flagro pensando
    De tal maneira: como seria, como pode, e como pode
    Acontece que esse mSm Deus foi morto por vcs, como pode tanta maldade, em Deixar um Deus tão triste?
    Ja nao sei se estamos no inicio do fim
    Ou no fim do inicio, nao seise dinheiro é droga por que vejo vários com vicio
    Não falei que nao gosto de dinheirode tdo que ele pode comprar.
    Minha opinião: acredito que Jesus quis encinar o povo dele a conviver em sociedade pq sociedade vem de Jesus Yeshua
    Quem fez o certo Jesus, agradeceram como vc sabe ne. https://m.youtube.com/watch?v=hDP--rr7HgA

    ResponderExcluir
  11. Agradeco ao ETERNO SANTO, por sua vida, que tem sido uma ferramenta preciosa para uso DELE, E SERMOS ABENCOADOS por tao preciosa licoes ..TODA RABA !!!!!

    ResponderExcluir
  12. fico maravilhado com as riquezas de detalhes e os cuidados de nosso DEUS,em nos livrar de nosso adversário,parabéns pelo belíssimo trabalho,gostei desse blog vou acompanhar de perto rsrsrsrsrsr!!

    ResponderExcluir

Faça um blogueiro feliz, Comente porfavooooooooooooor