שמע ישראל י-ה-ו-ה אלקינו י-ה-ו-ה אחד
Shemá Yisrael Adonai Elohêinu Adonai Echad

quarta-feira, 1 de junho de 2011

ARSENOKOITES VERSUS SODOMITA - O QUE DIZEM OS ORIGINAIS?

Este texto é fruto de um diálogo entre Metushelach Ben Levy e Teófilo, no qual é abordado a contextualização das traduções em contraposição ao sentido primário dos termos originais, referente ao tema de como o homossexualismo é tratado na Bíblia.


Teófilo disse... Metushelach,

Com referencia aos versículos a seguir: Apocalipse 22:15, I Coríntios 6:9, I Timóteo 1:10; de acordo com os originais a palavra "sodomita" realmente é a correta tradução, levando em consideração que algumas traduções já impõem como homossexuais? E segundo esse termo será que em linguagem original se quis dizer somente a homossexuais ou também a heterossexuais que praticam a "sodomia" digo para ser taxado como abomináveis para Deus?

Metushelach, disse...Teófilo,


Segue os textos em grego:


1 Cor. 6:9: Ἢ οὐκ οἴδατε ὅτι ἄδικοι θεοῦ βασιλείαν οὐ κληρονομήσουσιν; μὴ πλανᾶσθε· οὔτε πόρνοι οὔτε εἰδωλολάτραι οὔτε μοιχοὶ οὔτε μαλακοὶ οὔτε ἀρσενοκοῖται”


1 Tm. 1:10 “ πόρνοις ἀρσενοκοίταις ἀνδραποδισταῖς ψεύσταις ἐπιόρκοις, καὶ εἴ τι ἕτερον τῇ ὑγιαινούση διδασκαλίᾳ ἀντίκειται”


Ap. 22:15 “ἔξω οἱ κύνες καὶ οἱ φάρμακοι καὶ οἱ πόρνοι καὶ οἱ φονεῖς καὶ οἱ εἰδωλολάτραι καὶ πᾶς φιλῶν καὶ ποιῶν ψεῦδος.”


Voltemos à explanação dos termos ἀρσενοκοῖται "arsenokoites", μαλακοὶ "malakoi" e de κύνες "kunes".


O termo ἀρσενοκοῖται "arsenokoitai" de 1 Coríntios e de 1 Timóteo, vem da junção de dois termos: árrhēn, "um macho" e koite "uma cama ou leito", dai vem o entendimento de uma relação homossexual masculina, onde um homem se deita com outro homem em um cama, com conotação sexual ativa e não apenas para descansar, o termo sodomita é um designativo bom para o termo pela contextualização do que ocorria em Sodoma e Gomorra, e o que levou a destruição de ambas por parte de D-us (Gn. 19)
Mas o termo sodomia é um pouco mas amplo do que o termo "arsenokoitai" quis dizer, pois no texto está descrito apenas o homossexualismo masculino ativo, mas o termo sodomia seria mais amplo englobando os heterossexuais praticantes do sexo anal.

Malakoi = Efeminados
o Termo μαλακοὶ "malakoi" de 1 Coríntios, que é comumente traduzido por efeminados, tem intrínseco o significado de homem com trejeitos femininos, subjugado por outros homens pela sua fragilidade e também como no usual nas versões modernas um homossexual masculino passivo.

prostitutas cerimoniais
O termo κύνες "kunes", literalmente é cão, mas ao analisarmos contextualmente com base em fontes históricas encontramos o significado de prostituto cerimonial da cultura Greco-Romana, que tanto pode ser Hetero como Homossexual.
Este personagem cerimonial tem a conotação de cão por ser um predador voraz em sentidos espirituais por se alimentar de outros seres.
Podemos ver este termo cão em hebraico כלב "kelev" na passagem de Deuteronômio 23:17-18.


Teófilo disse... Metushelach,

Em síntese a Bíblia se refere para homossexuais ativos ou passivos como na tradução NVI (que cita os dois tipos de homossexuais no mesmo versículo de 1 Coríntios 6:9), porém nos outros casos citando cada um de acordo com o termo original, contexto e situação. Seria Isso?
Ou seja, um casal heterossexual de acordo com a Bíblia não estariam sendo citados nesse termo original, porém no termo "sodomia" que foi utilizado por ter ligação com ambas as práticas hetero ou homo, e que na verdade pelo que entendi "a palavra sodomia não existe no original" mas foi transliterada e utilizada para exemplificar "Sodoma e Gomorra", sendo assim, "sodomia" é uma palavra criada para englobar qualquer pratica de sexo fora da natureza normal da mulher como citado no NT. Me corrija se eu estiver errado.

Metushelach, disse... Teófilo,


Quanto a sua primeira conclusão seria isso mesmo.
Quanto ao uso do termo sodomia, ele não foi transliterado, mas foi empregado para designar algo que se enquadra em parte no contexto pretendido, por ser um termo tardio não seria apropriado a ser usado como tradução perfeita mas serviu para impactar pela referência intrínseca à IRA DIVINA ocorrida em Sodoma e Gomorra.

Teófilo disse... Metushelach,


Em outras palavras então "sodomia" é uma figura de linguagem que aborta no sentido bíblico toda e qualquer imoralidade de cunho sexual, que são abomináveis à Deus.

E que a Bíblia não se refere diretamente a essa prática por parte de casais heterossexuais, porém, levando em conta aquele versículo que diz em Romanos 1:26-27 “Pelo que Deus os entregou a paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o USO NATURAL no que é contrário à natureza (sodomia?); semelhantemente, também os varões, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para como os outros, varão com varão, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a devida recompensa do seu erro.”; no original creio que esta passagem seria a única que fala claramente sobre essa prática sendo as demais menções apenas tentativas de se traduzir para impactar como vc disse aqueles que praticam qualquer tipo de imoralidade.

Metushelach disse... Teófilo,


Apesar do sexo anal heterossexual ser condenável pela tradição cultural judaico-cristã, e constar em códigos morais a sua reprovação, não existe base escriturística que apóie explicitamente tal reprovação.
Vemos que neste texto de Romanos, o uso natural deixado pelas mulheres está igualado pela expressão semelhantemente e pela expressão também atribuído aos homens, e o que os homens fizeram foi se envolverem com outros homens, sendo assim pela igualdade de considerações é mais fácil atribuir a este texto uma condenação ao lesbianismo do que outra coisa.
Outra implicação poderia ser que o sexo fora do casamento seria algo contrário a natureza.
Sendo assim nem neste texto se enquadra o termo sodomia.


Shalom

26 comentários:

  1. Metushelach,

    Perfeita sua análise e inclusive vc me tirou outra dúvida sem querer, pois eu me questionava o porque da Bíblia nao se referir ao lesbianismo e somente dar enfase ao homossexualismo masculino, e agora atraves dessa análise de Romanos 1:26-27 “Pelo que Deus os entregou a paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural no que é contrário à natureza (lesbianismo); semelhantemente, também os varões, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para como os outros, varão com varão, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a devida recompensa do seu erro.”; tudo está bem compreendido.

    Obrigado.

    ResponderExcluir
  2. Teófilo,

    Agradecemos a D-us, Bendito seja Ele, por nos proporcionar o desejo e nos capacitar para auxiliarmos a todos na compreensão adequada das Santas Escrituras.

    Fique na Shalom de Yeshua HaMashaich.

    ResponderExcluir
  3. Metushelach,

    Gostaria de tirar outra dúvida bem bizarra com vc, sobre um assunto que tem haver com o post e não tem ao mesmo tempo, pois e enquadraria mais dentro da imoralidade porém nao saberia dizer se essas pessoas são diretamente culpadas ou nao de seus atos por nao terem responsabilidade sobre a formacao seus corpos; o assunto em questao é o hermafroditismo, que outro dia abrindo um site de download me deparei com um pop-up assustador, onde aparecia uma "mulher" grávida de uns 8 meses com os 2 orgaos sexuais (masculino e feminino) e no mesmo pop-up aparecia uma outra "mulher" tambem com os 2 orgaos porém o masculino era uma anomalia umas 10 vezes maior do que o normal e mais tinha outro com 2 orgaos masculinos e 1 feminino; daí eu te perguntaria, sendo que essas pessoas não tem culpa de nascerem assim, serão de acordo com as Sagradas Escrituras tratadas por Deus como deficientes físicos, sendo que dificilmente conseguiriam casamento e acabam muitas vezes no mundo da pornografia, seriam culpadas, vítimas? O que diz a Bíblia? E porque isso acontece?

    Qual a origem linguistica do termo hermafrodita?

    P.s.: Tentei ser mais conservador possível nesse comentário para não gerar polêmicas e me ater ao tema.

    Obrigado.

    ResponderExcluir
  4. Teófilo,

    Quanto a origem lingüística do termo vem da literatura grega onde aparece o mito grego Hermafroditos, “filho de Hermes e Afrodite, amado de Salmacis, a ninfa das fontes onde ele se banhava. Ele repeliu as tentativas de envolvimento de Salmacis, mas esta o enlaçou num abraço apertado e suplicou aos deuses que transformassem as duas criaturas num corpo único. Os deuses ouviram a súplica, e daí proveio a palavra ‘hermafrodita’ para uma pessoa combinando ambos os sexos num corpo único (HARVEY, Paul. Dicionário Oxford de Literatura Clássica Grega e Latina, Jorge Zahar Editor, Rio, 1987, p.268).

    Sobre o termo ou correlações de implicações não há nada na Bíblia ou tradição judaica.
    Cientificamente todo hermafrodita verdadeiro é cromossomicamente uma mulher por possuir dois cromossomos X, sendo assim as características psicológicas deste individuo se inserido num lar descente, moral e ético, é de uma mulher, sendo assim reparasse a anomalia estética com uma simples cirurgia, assim a pessoa tem uma vida completamente normal.
    Ma se o individuo nasce num lar desestruturado sem adequação moral ele pode tender a ter ambigüidade psicológica ai que nasce o problema, e ai que ocorre o declínio moral que leva a história hipotética relatada por você, mas com certeza a família e o próprio individuo darão conta de seus atos diante de D-us.

    Mas a origem desta anomalia, passa longe de ser um castigo meramente Divino, mas sim leva em conta a falta de cuidados que o ser humano vem tendo com a sua saúde, principalmente as mulheres em sua gestações, pois estatisticamente os casos de hermafroditismo tem grade correlação com o uso indiscriminado de medicamentos perigosos a uma gestação, sendo assim a anomalia é diretamente proporcional ao desrespeito à vida humana mesmo que embrionária.

    Espero ter ajudado.

    Shalom

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou amando suas explicações amigo... gosto muito do seu trabalho

      Excluir
  5. Metushelach,

    Perfeita sua resposta e que Deus tenha misericórdia dessas "mulheres", para que tenham uma formação psicológica e religiosa familiar para não sofram crise de identidade quando adultas.

    Só pra concluir esse assunto, aquela questão da maldição hereditária até a quarta geração citada em exodo se nao me engano, não se aplicaria a esse caso, mas poderia se aplicar ao tema central deste post, ou essa maldição nao mais tem valor em nossos dias?

    Obrigado.

    ResponderExcluir
  6. Teófilo,

    Quanto às passagens de Ex. 20.5; 34:7; Nm. 14:18 e Dt. 5:9 não são maldições hereditárias, podemos ver em algumas destas passagens que D-us perdoa o pecado e a transgressão do pecador mas não o tem por inocente, isso significa que ele ainda que seja perdoado pela falta que cometeu ele ainda tem a obrigação de restituir aquilo ou aqueles a quem ele defraudou, se ele roubou, mesmo perdoado por sua intenção terá que restituir, indenizar e compensar às vítimas, e isso se estende por suas gerações pois se em uma vida ele não conseguir indenizá-las, os seus filhos, netos e bisnetos arcarão com as dívidas.

    Outro ponto que se enquadra neste entendimento seria a passagem de Provérbios “22.6 Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele.”
    Pois se um pai que não tem o temor de D-us, e vive uma vida de transgressão e desobediência, conseqüentemente passará estes valores distorcidos aos seu pequenos filhos, e levando em conta a lógica do Provérbio acima, este filho ao crescer, não se desviará do caminho ensinado por seu pai, ao qual o conduzirá a perdição, veja que isso não é maldição hereditária, e sim é apenas uma regra de evolução social, onde os valores aprendidos no seio da família perduraram, migrando para a sociedade, e este “mau exemplo hereditário” é perceptível em nosso dias.

    Espero ter ajudado.

    Fique na Shalom de Yeshua HaMashiach.

    ResponderExcluir
  7. Metushelach,

    No caso de deficientes físicos de nascença, seria uma má formação como nos casos de hermafrotidismo por uso de remedios ou drogas durante a gestação ou má formaçao genetica de consanguineos ou ainda seria nesse caso poderia ser para crescimento espiritual (castigo) dos pais e parentes próximos?
    A Bíblia fala alguma coisa sobre isso?

    Obrigado

    ResponderExcluir
  8. Teófilo,

    Pode ser por qualquer uma desta causas citadas, mas a Bíblia apenas relata algo baseado no entendimento dos discípulos sobre as passagens de Ex. 20.5; 34:7; Nm. 14:18 e Dt. 5:9, na seguinte narrativa: " E os seus discípulos lhe perguntaram, dizendo: Rabi, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego? Yeshua respondeu: Nem ele pecou nem seus pais; mas foi assim para que se manifestem nele as obras de D-us." (João 9.2-3).

    Sendo assim cada caso é um caso, mas tudo é relegado ao declinio causado pelo pecado,mesmo que não seja uma punição hereditária mas sim um ato para a manifestação das obras de D-us, vemos que é pelo pecado, pois se há a necessidade de manifestação de tais obras é porquê o homem já não mais as veem naturalmente pela cegueira causada pelo pecado ou por incapacidade de as buscarem por já terem se afastado de D-us.

    Shalom.

    ResponderExcluir
  9. Teófilo,

    Não quero aqui aprovar nem desaprovar a homossexualidade, muito menos criticar seu post, no entanto sou formado em LETRAS pela UFMS e sei que a palavra Arsenokoitai exige um tanto mais de atenção do que esta livre interpretação feita acima, precisa aliás de um trabalho FILOLÓGICO para ser melhor compreendida, pois bem - segue fragmento de um artigo sobre esta palavra:

    "Já em relação à palavra arsenokoitai a controvérsia é ainda maior. Uma vez que ela, em um intervalo de três séculos, somente aparece em dois escritos de Paulo e, posteriormente nos Oráculos Proféticos (Sibylline Oracles) e em mais nenhuma outra literatura na história - e em ambos dois casos a palavra se encontra dentro de uma lista, de modo a seu significado não poder ser alcançado a partir de um contexto - fica impossível determinar seu significado literal. Há, porém, um certo consenso que esta palavra se trata de um neologismo criado por Paulo, que teria juntado as palavras arsen, que significa "homem" e koiten, que significa "cama". Vale notar que para alguns religiosos - como os tradutores da NVI e da Bíblia da Linguagem de Hoje - tal dado já seria suficiente para levá-los a crer que tal palavra se referiria, sim, à "homossexual", uma vez que o pecado que um homem pode fazer na cama seria, em seus pontos de vistas, quase certamente, um ato homossexual. Tal entendimento - acusado de simplista e homofóbico pelos liberais - com efeito, não pareceu não dar conta de desvendar a palavra em questão para a maioria dos exegetas e acadêmicos.
    Diante da impossibilidade de encontrar o significado literal da palavra arsenokoitai, uma ampla gama de estudos acadêmicos foi feita ao longo do século XX no intuito de compreender de fato o termo e evitar sua tradução de modo precipitado e controverso. É, então, que pelo método histórico-crítico pôde-se, enfim, compreender o que tem sido amplamente aceito como o mais provável sentido do neologismo paulino.
    Arsenokoitai remete ao conceito de prostituição cultual muitíssimo comum no Antigo Testamento, quando meninos eram vendidos como kadeshim, ou "prostitutos cultuais", para os templos pagãos, como os de Dionísio, Baal e Diana, ou mesmo homens livres se faziam sacerdotes sexuais para se dedicarem a esses templos de freqüente idolatria orgiástica. A exatidão dessa teoria se provaria uma vez que a Septuaginta, que eram as escrituras sagradas que Paulo lia à sua época, usa os exatos mesmos termos que o apóstolo usou em Levítico 18:22: Como homem (arsenos), não te deitarás (koiten), como mulher…(Kai meta arsenos ou koimethese koiten…), e o texto se finaliza afirmando que tal ato seria toevah, uma palavra que, como vimos, no hebraico é sempre usada num contexto de ritual religioso, de impureza no sentido religioso, o que é praticamente um consenso entre os hermenêutas veterotestamentários.
    Há fartas outras comprovações bíblicas que suportam essa teoria de que Paulo quando fala em sua Carta aos Coríntios 6:9-10, ele esta a afirmar que são os prostitutos cultuais que não herdarão o reino dos céus, da mesma forma que o texto de Levítico o faz. A começar pela própria introdução do texto da Lei Mosaica que se inicia (Levítico 18:3) mostrando que as proibições do capítulo são proibições de práticas que os egípcios e canaanitas faziam por "estatuto", o que deixa, assim, inquestionável que se tratam de práticas de cunho religioso pagão. Vários outros textos como Deuteronômio 12:30, I Reis 14:23, Deuteronômio 23:4, 1 Reis 15:12-13, Deuteronômio 23:17, I Reis 22:46 e II Reis 23:7 fazem comprovar que Paulo, em Coríntios, em vez de falar de homossexuais, apenas repete o claro mandamento bíblico de condenação aos prostitutos cultuais"


    Fonte:artigo no site PortugalGay.pt

    ResponderExcluir
  10. Anõnimo,

    Priemiro de tudo a fonte utilizada já diz por si o intuito da réplica ao que Paulo queria dizer, outra questão é que não registro de aceitação de uniões homossexuais na antiguidade sendo que a prática homossexual era sempre ligada a prostituição cultual, se há forte repreensão em todos os textos Bíbilicos contra tal prática seja ela somente em questão do culto orgiático seja ao do homossexualismo presente neste tipo de manifestação, o que interessa que tal prática homossexual se entranhava no que era abominável.
    Fora a questão contextual toda dos príncípios Bíblicos relativos a formação da família no intuito de crescer e multiplicar, ser uma só carne para assim refletir a imagem e semelhança do Criador que macho e femêa criou e etc.....
    Mas o texto de Levítico 20:13 que lista inumeros delitos de ordem sexual entre os versos 10 ao 22, não existe conotação de prostituição cultual e sim uma "filia", assim como o zoo"filia" do verso 15 e 16.
    Podemos ver que a raíz do termo grego etimologicamente pode ser fundamentada neste verso 13 tambem. homem no leito de outro homem.
    Outro ponto é a de especificar o termo תועבה somente para abominação de cunho ritual idolatra, sendo que ele ser conforme dicionário Strong para citar algum cristão aqui, se refere a animais impuros, relaçoes incestuosas e refencias Etnicas, mas este papo renderia outro artigo, sendo assim espero ter ajudado na formaçao de um pensamento mais Bíblico.

    Shalom

    ResponderExcluir
  11. Anônimo,

    Entendi perfeitamente seu posicionamento, porém como Metushelach disse: "a fonte utilizada já diz por si o intuito da réplica ao que Paulo queria dizer, outra questão é que não registro de aceitação de uniões homossexuais na antiguidade sendo que a prática homossexual era sempre ligada a prostituição cultual" onde ele deixou bem claro que eu estou focando as Sagradas Escrituras e é por isso que meu pensamento se harmoniza com as explanações do Metushelach, sendo assim agradeço a informação linguística, mas a resposta do Metushelach já responde por mim.

    Shalom

    ResponderExcluir
  12. Em Romanos 1:26-27,Paulo se refere a uma relação homoafetiva? Não, não fala de uma relação homoafetiva, e sim de CULTO A DEUSES, cultos pagãos, onde td tipo de miséria acontecia (segundo historiadores era comum nestes cultos: sexo grupal, com crianças, animais, e vários outros rituais). Assim, o apostolo Paulo deixa claro quem eram estas pessoas nos versículos 29-32:
    - Estando cheios de toda a iniqüidade,
    prostituição, malícia, avareza, maldade; cheios de inveja, homicídio, contenda, engano, malignidade;
    Sendo murmuradores, detratores, aborrecedores de Deus, injuriadores, soberbos, presunçosos, inventores de males, desobedientes aos pais e às mães;
    Néscios, infiéis nos contratos, sem afeição natural, irreconciliáveis, sem misericórdia;
    Os quais, conhecendo a justiça de Deus (que são dignos de morte os que tais coisas praticam), não somente as fazem, mas também consentem aos que as fazem
    Agora me diga, Paulo se refere a uma relação homoafetiva?

    2- PAULO E O HOMOSSEXUALISMO: MALAKOI, ARSENOKOITAI NA NVI, NA ARA E NA BJ
    As palavras gregas malakoi e arsenokoitai, em 1 Co 6,9, recebem traduções diferentes na NVI e ARA. O texto grego traz assim:
    e ouk oidate oti adikoi theos basileian ou kleronomesousin; me planasthe: oute pornoi oute eidololatrai oute moixoi oute malakoi oute arsenokoitai
    Agora compare o texto na NVI e na ARA:
    Vocês não sabem que os perversos não herdarão o Reino de Deus? Não se deixem enganar: nem imorais, nem idólatras, nem adúlteros, nem homossexuais passivos (malakoi) ou ativos (arsenokoitai ) (Nova Versão Internacional).

    Ou não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus? Não vos enganeis: nem impuros, nem idólatras, nem adúlteros, nem efeminados, nem sodomitas (Almeida Revista e Atualizada).
    A primeira palavra (malakoi) aparece em outros dois textos no Novo Testamento: Mt 11,8; Lc 7,25.
    Ou, o que foram ver? Um homem vestido de roupas finas (malakoi)?

    Ou, o que foram ver? Um homem vestido de roupas finas (malakoi)?
    Pelo contexto, percebemos que a palavra malakoi significa algo como “delicado”, "macio ao toque" ou “luxuoso”. Na literatura grega malakoi é utilizado como gíria para se referir aos jovens considerados fracos (como para o serviço militar) ou efeminados. O termo também pode se referir aos jovens abusados sexualmente por adultos. Há que pense em " "masturbadores" (Boswell) ou "prostitutos" (Countryman). Fica a pergunta: é honesto traduzir o termo por homossexual passivo (NVI) ou efeminado (ARA)?

    A segunda palavra (arsenokoitai) aparece de novo apenas em 1Tm 1,10:
    impuros, sodomitas (arsenokoitai), raptores de homens, mentirosos, perjuros e para tudo quanto se opõe à sã doutrina,
    Infelizmente o contexto não permite que se defina com precisão o significado dessa palavra. Para piorar o termo não aparece na literatura secular grega da época. E agora?

    ResponderExcluir
  13. Devemos ser responsáveis e honestos quando estamos passando informações sobre traduções de escrituras antigas. Aceito vossa opinião, mas devo lhe trazer novas informações que porventura, se não, evidentemente, enriqueça o debate..

    Primeiro, devemos ter no mínimo, um pouco de conhecimento do que a palavra, ''arsenokoites'' se tratava no mundo antigo. Cerca de 35 depois de Cristo, o filósofo judeu Philo considerou que o termo asnenos koiten em Levítico( Philo, as leis especiais, III - VII, 40-42 ) se referia a templos ou santuários de prostituição. Nos apócrifos, Atos de João( um texto cristão do segundo século ) e do Sibilino Oráculos( um texto judaico do terceiro ou quarto século ) a palavra ''arsenokoites'' refere-se a sexo induzido por necessidade de dinheiro, isto é, prostituição. Na Apologia de Aristides( capítulo 9 e 13 ) no segundo século e no terceiro século com o Refutatio Omnium Haeresuim de Hipólito, no qual a palavra ''arsenokoites'' teve conotação de que um agressor submetia o mais fraco a lhe ceder o que queria. No caso, foi o estupro homossexual, onde Zeus estuprou, tomou à força, o jovem e mortal Ganímedes. Havia outro conto semelhante em Hipólito, ( Capítulo 5 ), o qual o anjo caído mostrando sua força, estupra Adão no Jardim do Éder.

    A utilização reveladora desta palavra aconteceu em 575( A.D ) por Joannes jejunator, o patriarca de Constantinopla, usou a palavra em um tratado para pecados sexual do incesto e se neste caso, ''arsenokoites'' fosse traduzido como homossexualidade ficaria: "Na verdade, muitos homens ainda cometem o pecado da homossexualidade com suas esposas." (Patrologiae cursus completus, Série Graeca, 88: 1893-1896). Para a frase, é adequado que o sexo anal, oral ou forçado fosse em cima de sua mulher, sendo portanto, uma relação heterossexual e não homossexual. Também foi mencionada nas cartas de Paulo de Tarso em Timóteo e Coríntio ).

    Para não ficar muito extensa minha publicação a termino com, Em 1997, o banco de dados Thesaurus Lingua Graecae listou 73 usos de arsenokoites para diferentes significados e que, os gregos tinham referências próprias, caso eles tivessem deixado em evidência o termo, ''Androkoites'', ai sim, neste caso, poderia se referir aos homossexuais, os gregos também tinham palavras gerais para se referir aos homossexuais.

    No mais, Arsenokoites abrange diversos significados, como templo de prostituição, prostitutos sagrados, estupro de escravos, homens devassos, relações incestuosas, pedofilia, sexo não-procriativo, pederastia, orgias sexuais e etc...

    Portanto, deve-se, se esquecer as intenções políticas quando tratamos de traduções de palavras de escrituras antigas. Porque traduções como esta, devem ser responsáveis, para que, não se faça injustiças, mais do que, a igreja fez durante as eras a vários grupos específicos de pessoas.

    ResponderExcluir
  14. Analisar textos bíblicos sem entender o contexto dele é um grande erro...temos uma grande deficiencia na traducao da biblia...muito do texto original se perdeu...dando margem para i terpretações enganosas e criação de palavras q nem existem...o bom mesmo é firmar sua fé no relacionamento com Deus...e enxergar a bíblia com um manual para nortear nossa vida!

    ResponderExcluir
  15. Metushelach, aqui seguem umas discussões interessantes sobre o tema do hermafroditismo e a cultura judaica. Aí tem pano pra manga pra se pensar muitas coisas a respeito da idéia de ¨identidade sexual¨.
    http://judaismohumanista.ning.com/forum/topics/transexualismo-no-judaismo-ser-que-existe
    http://www.daat.ac.il/daat/english/journal/cohen-1.htm

    ResponderExcluir
  16. Post interessante, entretanto, permita-me trazer um ponto controverso ao presente tema: entendi perfeitamente a questão da conjunção carnal fora dos padrões heterossexuais (sexo VAGINAL entre homem e mulher). Creio eu, tendo como base a Bíblia que o sexo anal hétero também seria, e é uma prática condenada por Deus, mesmo não estando explícito. Basicamente a prática SODOMITA vale para ambos (hétero/homo) e o pecado é o mesmo, sendo não só uma questão divina, mas também de saúde. Ou seja, o SODOMITA é aquele (hétero/homo) que pratica sexo ANAL, simples assim e porque o termo só aparece depois do séc. XVIII e não antes dele? Eu falo de práticas reais, fato concreto mencionado na bíblia, até porque a passagem de Genesis não se resume APENAS a prática homossexual, mas sim uma série de fatores, pois a cidade estava virada, cheia de maldade e vários outros problemas.
    Outro ponto é naquela época conter expressamente através do grego a diferença entre a prática homossexual do ativo e do passivo, de imediato me parece algo fora do tempo o que de fato me causa tamanha estranheza, principalmente no que tange a etimologia de muitas palavras e de línguas extintas.
    Agradeço a oportunidade de trazer a discussão alguns elementos de minha profunda curiosidade e gostaria de pedir uma indicação; onde posso encontrar a Bíblia original, a primeira, a origem das traduções, seria ela escrita em que língua? Mais uma vez, grato!!!!

    ResponderExcluir
  17. Achei interessante o tema aqui proposto e gostaria de fazer uma pergunta: Tenho a versão grega do A.T e ao ler Lv 18:22, percebi que não aparece a palavra "Homem" mas parece ser "Macho", e quando se trata da pessoa do sexo feminino aparece "mulher" e não fêmea, como supostamente deveria ser. Alguns estudiosos acreditam que essa expressão ao se referir ao "Macho" está aplicando um estilo de animalidade do homem em relação a mulher, nesse caso, teria a implicação de sexo violento ou sem amor, gostaria de saber se essas declarações realmente procedem. Abraços.

    ResponderExcluir
  18. Achei interessante o tema aqui proposto e gostaria de fazer uma pergunta: Tenho a versão grega do A.T e ao ler Lv 18:22, percebi que não aparece a palavra "Homem" mas parece ser "Macho", e quando se trata da pessoa do sexo feminino aparece "mulher" e não fêmea, como supostamente deveria ser. Alguns estudiosos acreditam que essa expressão ao se referir ao "Macho" está aplicando um estilo de animalidade do homem em relação a mulher, nesse caso, teria a implicação de sexo violento ou sem amor, gostaria de saber se essas declarações realmente procedem. Abraços.

    ResponderExcluir
  19. Texto viciado e preconceituoso. Os judeus modernos - usurpadores dos verdadeiros os quais não só perderam a identidade, como também eram de pele escura. só pesquisar a história -, não entendem nada da verdade dos apóstolos. Estes jamais teriam preconceito. logo, os textos citados tornam-se falsos.

    ResponderExcluir
  20. O senhor, apenas concorda com todo esse engano referente a esses termos em razão de o senhor não nascer ou ter desenvolvido um sentimento homoafetivo. Assim é até gostoso condenar os semelhantes baseando-se em textos já viciados. Além disso, seria JUSTO o Ser Maior permitir uma criança alimentar sentimentos homoafetivos para condena-lo no final das contas????? pense bem

    ResponderExcluir
  21. Sempre nos esquecendo do que disse o filho de Deus, Jesus... A nossa luta não é contra a carne ou sangue e, sim, contra principados e potestades. Houve uma mulher que sempre ia à igreja e mesmo assim estava escravizada por um demônio que a deixava encurvada há 18 anos. Jesus declarou ser ela filha de Abraão, semelhantemente muitos na igreja desconhecem seus aprisionamentos. Que bênção Jesus ter alcançado aquela mulher! O líder hipócrita e maligno, sem poder e unção, condenou Jesus veementemente pela libertação efetuada fora dos métodos e preceitos religiosos: inveja, claro. Logo, há muitos filhos de Abraão atacados dentro das igrejas, templos, sinagogas, aprisionadíssimos por espíritos malignos de enfermidades e prostituição. Sendo assim, há cegos guiando outros cegos, ambos caindo no precipício e, ainda mais, fazendo acepção de ovelhas. Afinal, leva tempo cuidar das almas escravizadas, humilhadas, sodomizadas pelo inferno. É o mundo globalizado, o amor esfriando-se... e filhas de Abraão morrendo aprisionadas. Só Cristo mesmo para sair da zona de conforto do seu tablet, computador, e ir à Gadara libertar uma alma na miséria e desenganada pela sociedade. Eu sou ex gay. Fui humilhado, rejeitado, aprisionado andava dentro da casa de Deus... desde criança tinha pesadelos, na adolescência, desejos contrários, clamava, orava, via demônis, eles apareciam, ameaçavam-me, buscavam perverter minha alma e, pasmem, usavam líderes para me afligir. Grato sou ao Santo Espírito que revelou a casta maldita oculta, lutando contra a minha alma. Oro à Deus para que os homossexuais, héteros, adúlteros, viciados, saibam sobre guerra eapiritual. O maior desejo do diabo não é acorrentar a alma e, sim pervertê-la. Felizmente aquele demônio não conseguiu levar a blasfêmia aos lábios daquela mulher encurvada por aprisionamento há 18 anos. Hoje, amigos meus da juventude e de mesmas lutas saíram da igreja, cometendo todo o tipo de torpezas, negando a fé, a bíblia e amor de Deus. Não os julgo. Que o sangue de Cristo nos proteja, humanos somos e sujeitos às mesmas paixões.

    ResponderExcluir
  22. Eu conheci uma pequena parte do submundo gay, os preconceitos existentes entre eles próprios, guerras de vaidades, gays masculinizados contra os afeminados, travestis doentes e abandonados pelo movimento. Qual é a verdadeira intencionalidade de algumas leis? Lutar contra a homofobia? Ledo engano, é criminalizar a Bíblia. Há muitos no movimento com o coração bom e puro e que não tem entendimento do quanto estão sendo manipulados para o início da grande perseguição. Esclareço para os homossexuais que se convertem a Cristo que fiquem firmes... o ódio do inferno é dobrado e, se Satanás encontrar brechas no coração do seu líder espiritual, pepare-se para enfrentar todo o tipo de indiretas, de cima do altar, principalmente vc que está sendo trabalhado interna e externamente pelo Pai Celestial. Falo isso porque tenho experiência e digo mais... vale a Pena suportar, pois não há outro lugar melhor no mundo do que a Casa de Deus. Focalize-se em Jesus!
    Com carinho, de um jovem que, se não fosse o Senhor, teria desfalecido. Lembro-me que, dentro da igreja, de joelhos, derramando-me em oração, pedindo ao Pai que não permitisse EU cair no pecado sexual, tive um arrebatamento de sentido e vi, um demônio da prostituição sentado ao MEU lado e com OS olhos furiosos. Isso mesmo, sentado no banco da igreja. Que os líderes amem os homossexuais, de verdade. Para você que é Cristão e caiu em tentação, olhe para Cristo, confesse, busque a revelação do oculto e escondido e ANDE. Focalize-se em Cristo. A nossa luta não é contra a carne e nem contra o sangue e, para se entender o que é de fato leva uma pessoa a ser homossexual, é preciso adentrar no reino espiritual e não somente no reino de teorizações. É algo tão sério que, muitas vezes, começa a ser trabalhado desde o ventre da mulher grávida. Este mundo não ama os homossexuais, a prova disso é a intenção de criminalizar a Bíblia e perseguir os verdadeiros profetas de Deus, impedir que ouçam o amor transformador de Deus. Um demônio me fazia de brinquedinho sexual, Jesus me fez ser filho de Deus. Jesus vai te fazer ser filho de Deus, um dia você passa nesse bendito vestibular espiritual!

    ResponderExcluir
  23. Irmão Alexandre, seu depoimento é muito importante para que muitos que sofrem com a tentação homoafetiva, possam lutar com entendimento e direção. Bem como, para que a igreja venha recebê-los e ajudá-los. Que todos nós lutemos contra o que nos separa do amor de D'us, como o mestre Yeshua nos explica em Mateus 5,21 e 28, por exemplo. Juntos celebraremos com júbilo a nossa vitória e em nome de D'us hastearemos pendões.

    ResponderExcluir
  24. Esse cara ai que fez o estudo entende do assunto o resto é resto!

    ResponderExcluir

Faça um blogueiro feliz, Comente porfavooooooooooooor