שמע ישראל י-ה-ו-ה אלקינו י-ה-ו-ה אחד
Shemá Yisrael Adonai Elohêinu Adonai Echad

sábado, 7 de maio de 2011

Diálogos sobre o dons da Ruach HaKodesh (Espírito Santo)

Esta é uma postagem interessante do Diálogo entre Metushelach Ben Levy e Elvis sobre assuntos polêmicos que mexem com a mente das pessoas a cerca dos Dons da Ruach HaKodesh (Espírito Santo), principalmente sobre o que seria o dom de línguas, e a diferença entre o Recebimento da Ruach no momento da conversão e o Revestimento de Poder proporcionado pela Ruach para um fim especifico na implantação do Reino de D-us na Terra.



Elvis disse... Metushelach Ben Levy,


Peço muito sua ajuda para me ajudar a entender sobre: qual sua posição sobre o "dom de línguas" e "dom de profecias", desde pentecostes (Atos capítulo 2, e etc...)passando pelo dito retorno de tais dons em 1911 no início do movimento pentecostal no Brasil assim como aconteceu anteriormente nos Estados Unidos na rua Azuza, até nos dias de hoje, queria saber sua opinião como pesquisador e como judeu messiânico, pois tenho uma tese sobre essa questão e gostaria de colocar para sua análise crítica e científica, pois existem os que manifestam tais dons sobrenaturais e confirmam-no, existe os que dizem que cessou, e ainda os que dizem que ainda existe mas não da forma que acontece hj nas igrejas pentecostais, neo pentecostais e carismáticas.

Shalom Adonai


Metushelach Ben Levy disse... Elvis,

Neste artigo fica expressa a minha opinião sobre o assunto.


Elvis disse... Metushelach Ben Levy

Por favor, verifique se minha análise sobre o assunto é coerente? Aceito correções caso você entenda de outra forma:

Biblicamente uma pessoa recebe o batismo e é selado com o Espírito Santo quando, crê em Cristo como Senhor e Salvador de sua vida (Ef 1:13). O Espírito Santo somente é concedido aos que obedecem a Deus (Atos 5:32).
O batismo com o Espírito possui uma íntima relação com o batismo nas águas (Atos 10:44-48; Marcos 1:10; 1 Coríntios 12:13 - aqui Paulo identifica o batismo no Espírito Santo com a conversão ou regeneração).
O batismo com o Espírito Santo, em alguns casos, pode ocorrer antes do batismo nas águas. Para a pessoa ter sido "convertida" deve ter sido batizada com o Espírito Santo, sendo que, com o Seu poder, Ele une-nos a Cristo. Desse modo, tal batismo ocorre por ocasião da conversão.
Refutando a idéia de que o batismo com o Espírito ocorre depois da conversão A finalidade do batismo com o Espírito Santo é fazer o novo cristão adentrar no corpo de Cristo. Não há intervalo de tempo entre e regeneração e o batismo com o Espírito. No momento em que recebemos a Jesus Cristo como Senhor e Salvador, recebemos também o Espírito Santo.
Ser batizado no Espírito significa tornar-se de Cristo.
O dom de línguas com propósitos evangelísticos. Se o evangelho não for compreendido, as pessoas não serão salvas. O dom de profetizar. O dom de revelação.

Biblicamente o dom de línguas deve seguir algumas regras importantes:
1. No máximo três pessoas devem falar, de forma sucessiva e organizada, um de cada vez - 1 Coríntios 14:27;
2. Deve haver tradutor (intérprete) - 1 Coríntios 14:28;
3. Precisa ser entendido por todos - Atos 2:9-12;
4. Cumprir o papel de edificar a igreja estando subordinado ao dom de profecia (1 Coríntios 14:1, 5, 26).
5. Ser enriquecido pelo amor aos irmãos – 1 Coríntios 13:1 e 9.

É importante ressaltar também:
1. A gritaria não pode fazer parte da manifestação de qualquer dom – Efésios 40:30, 31;
2. A pessoa tomada pelo Espírito Santo tem paz e domínio próprio (Gálatas 5:22, 23).
3. O dom de línguas não provoca desordem na igreja. Em 1 Coríntios 14:33, 40 é dito que “Deus não é de confusão e sim de ordem e paz.” A obra de Deus sempre se caracteriza pela calma.
4. Os batizados pelo Espírito Santo devem guardar todos os mandamentos de Deus. (ver Tiago 2:10). A pessoa que conhece a Palavra e de livre vontade desobedece a Deus, não tem o Espírito Santo, mesmo que possa parecer! “O que desvia os ouvidos de ouvir a lei, até a sua oração será abominável.” Provérbios 28:9.
5. O fato de alguém falar em línguas não é prova de que tenha sido batizado pelo Espírito Santo. A Bíblia apresenta diversas pessoas que receberam o Espírito Santo e, contudo, não falaram em línguas, pois não era necessário. como:
• Os samaritanos (Atos 8:17); Maria (Lucas 1:35); Estevão (Atos 6:5; 7:55); Saul, o primeiro rei de Israel (l Samuel 10:10); Gideão, juiz de Israel (Juízes 6:34);
Sansão, outro juiz (Juízes 15:14); Zacarias, pai de João Batista (Lucas 1:67); Bezalel, em tempos remotos (Êxodo 31:1-3); João Batista e sua mãe (Lucas 1:15 e 41); Os sete diáconos (Atos 6:1-7); Jesus Cristo (Lucas 3:22).

- A palavra "estranha" não existe no original grego "glôssa" que significa idioma conhecido neste mundo, as novas versões incluíram a palavra estranha para confirmar suas ditas doutrinas pentecostais.

- Quando Paulo citou em "Ainda que eu" em I Co 13:1, colocou uma hipótese bem surreal para que a mensagem sobre o Amor fosse melhor compreendida, porque se fosse literal todos aqueles que dizem fala "línguas de anjos" teriam de acordo com o versículo 3 do mesmo capitulo entregar seus corpos para serem queimados. pois ali também se utiliza o "Ainda que eu".

Shalom


Metushelach Ben Levy disse... Elvis,

Análise ótima, mas não devemos confundir o recebimento da Ruach HaKodesh no ato da conversão com o Revestimento de Poder proporcionado pela Ruach HaKodesh aos individuos que desempenharão atividades especificas para formação, manutenção e ampliação do mistíco "Corpo do Mashiach" aqui na Terra.
No momento da conversão é a propria Ruach HaKodesh que nos convense da justiça, do juizo e do pecado e se nos dobrarmos em arrependimento à este convencimento é que nos tornamos parte do mistico "Corpo do Mashiach", é neste momento que nascemos de novo, não da vontade Humana, mas do Espírito pela Vontade de D-us, e por sermos novas criaturas podemos ser chamados de Filhos de D-us, sendo um com o Mashiach.

Shalom,

Elvis disse... Caro Metushelach Ben Levy ,

Quando você diz: "Revestimento de Poder proporcionado pela Ruach HaKodesh aos indivíduos que desempenharão atividades especificas para formação" estaria ligado a Atos 2 e afins ou entendi errado?
E quanto ao: "recebimento da Ruach HaKodesh no ato da conversão" está ligado com Ef 1:13, correto?
Você acha que essa análise é suficiente para refutar todo absurdo ocorrido com o pentecostalismo blasfêmico que estamos vendo por aí? Ou você teria mais argumentações para me ajudar nessa tese?
Pois tenho familiares que estou reunindo o máximo de argumentações Bíblicas dentro da hermenêutica para impedir que sigam o espírito do engano que contaminam a muitos.

Shalom


Metushelach Ben Levy disse... Elvis,

Isso mesmo, quando falamos de Revestimento falamos do acontecido em Atos 2, I Cor. 12 e 14, Efésios 4.8-11, que mostram a capacitação do individuo para a pregação do evangelho com poder e autoridade e para a edificação da Igreja que é o "Corpo do Mashiach" na Terra.
E quando falamos do Recebimento falamos do selamento feito por D-us naquele que será salvo pelos méritos da Cruz de Yeshua, conforme Efésios 1.13, e da manifestação dos dons dados a todos os que se converteram conforme 2 Cor. 9:13, 1 Pedro 4.10, 2 Pedro 1:4, e várias outras passagens que mostram a capacitação comum para uma vida condizente com a nova natureza recebida.

O próprio termo Revestimento tem a conotação de algo a mais, pois você apenas pode revestir algo que já está vestido, então analogamente só é revestido de poder aquele que já tem o poder recebido no momento da conversão e do arrependimento, assim ao receber o poder do Espírito para nascer de novo e ter uma vida nova o individuo se veste com o poder transformador, mas este individuo recebe um incumbência de D-us para um determinado fim mas lhe falta capacidade então D-us lhe reveste de Poder do Alto para que se cumpra o propósito de D-us.

Espero ter contribuído para incrementar a sua argumentação.

Shalom.

12 comentários:

  1. Caros amigos,

    Acho interessante esse tema sobre os dons e "objetivos" da Ruach háKodesh na vida do ser-humano e gostaria de levantar alguns temas dos dias atuais para serem discutidos.

    Eu, particularmente, entendo que a Ruach háKodesh "devolve" a imagem e semelhança do ser-humano com o Eterno, a mesma perdida no pecado de Adão. Eu também entendo que não há sentido da habitação da Ruach háKodesh no ser-humano se o mesmo não estiver em atividade no Reino de D'us, ou seja, cumprindo um propósito por menor que seja.

    No meu ponto de vista, os movimentos pentecostal e neo-pentecostal principalmente, supervalorizam os dons da Ruach háKodesh, ao invés do objetivo de sua obra. Claro que considero os dons santos, porém entendo que a imaturidade da igreja faz com que exista uma idolatria a tais dons, fazendo que os integrantes destes movimentos religiosos identifiquem um pseudo-filho de D'us pelos dons e não pelos frutos, como se é orientado.

    Acho que é óbvio que a igreja está longe de sua plenitute, então não seria essa idolatria aos dons (principalmente o de línguas) uma tática diabólica de "travar" a igreja de seus reais propósitos, uma vez que a mentira pode tranquilamente se fantasiar de verdade e usar capas da verdade para enganar os crentes dentro de sua imaturidade?

    Não seria a hora de se levantar um povo de olhos abertos para admoestar as igrejas assim como os apóstolos faziam? Claro que haverá rejeição dos religiosos, assim como rejeitaram Yeshua, mas essa idéia de "A Palavra em Ação" não poderia ser uma tarefa para todo aquele que tem e está tendo acesso as revelações verdadeiras das Escrituras?

    Também acharia interessante que pudéssemos criar uma série sobre os dons da Ruach háKodesh para esclarecer ainda mais os leigos que apenas conhecem o dom de línguas.

    Uma pergunta com uma resposta meio que óbvia talvez..rs.. mas, ai vai: Se o falar em línguas trata-se de línguas terrenas, já perceberam que a variação das línguas que ouvimos por aí nas igrejas são praticamente de mesma raíz, frase e pouquíssima variação? O que acham disso?

    Que o Eterno vos abençõe e que possam a cada dia encontrar mais de Sua Sabedoria.

    Shalom,

    Rubens

    ResponderExcluir
  2. Rubens,

    Perfeita a sua análise, gostei dos pseudo-filhos, muito bem lembrado dos frutos como característica dos verdadeiros Filhos de D-us.

    Sobre a línguas faladas por ai, você tem razão, parece que todos aprenderam esta língua por osmose, pois vejo muita interpretação diferente feita pelos "profetas" do mesma rajada de língua esquisita, por exemplo: "Bilicanta churianda labachéia, siri canta na bacia e pia na gaiola, e balabalabalabalabala", já ouvi estas frases por ai sendo interpretadas como bênçãos de mais de 200 palavras e também como um frase curta "de o senhor desta igreja tem se agradado de vós", ou pior ainda, falam "Eis que diz o Senhor" e falam tanta abobrinha para que nada serve para edificação da Igreja, ou quando tem sentido é uma obviedade que já se tinha pregado minutos antes, como que numa tentativa humana de confirmar as palavras do preletor.

    Quem tem conhecimento da Palavra e discernimento dado pela Ruach HaKodesh tem a obrigação de se levantar e mandar parar com toda a autoridade que nos foi confiada como agentes do Reino de D-us, não devemos e nem podemos ter medo de represaria ou olhares tortos, pois os profetas de D-us foram cerrados ao meio por não se conformarem com o pecado e o erro mesmo com aparência de boa vontade.

    Que O Eterno possa nos capacitar para sermos odiados pelo mundo mas termos a consciência tranqüila diante Dele.

    E sobre discorrermos sobre os outros Dons seria uma ótima idéia, nos ajude nisso caro Rubens.

    Fique na Shalom de Yeshua HaMashiach.

    ResponderExcluir
  3. Excelentes fontes sobre Batismo com/no Espírito Santo, dons espirituais e mais precisamente: A Obra do Espírito Santo:

    1º) UNIDADE E AVIVAMENTO: http://www.unityandrevival.org/html/portuguese/index_pt.htm (Neste site está a principal informação sobre dons espirituais e mais precisamente sobre a Obra do Espírito Santo)

    2º) Dons Espirituais e quem vai entrar no Reino dos Céus!:
    http://obraespiritosanto.blogspot.com/2011/04/imperdivel-excelente-... (Final do blog à esquerda)

    3º) A Obra do Espírito Santo: http://obraespiritosanto.blogspot.com/ (Leia a página principal do blog, desde o início do blog)

    ResponderExcluir
  4. Odon Heinszlekovisky16 de março de 2012 16:16

    Metushelach Ben Levy,

    Estou impressionado com a qualidade das informações aqui postadas, tenho um raciocínio muito judaico sobre vários aspectos porém alguns detalhes não sei quem está correto como no caso dessa verificação de Romanos 8:24 e Mateus 28:19.

    PARTE 1 ------------------------------------------------------

    Numa análise de Romanos 8:27 e de uma palavra grega empregada em Mateus 28:19.

    "E aquele que sonda os corações sabe qual é a MENTE DO ESPÍRITO, porque segundo a vontade de Deus é que ele intercede pelos santos." (Rm 8:27).

    Se o Espírito "é a mente de Deus Pai"; e o texto acima afirma que o Espírito "TEM uma mente", isso significa que Deus tem "duas mentes"? Claramente o texto está distinguindo o Espírito Santo de Deus o Pai e apresentando uma verdade inquestionável: a de que a Terceria Pessoa da Trindade possui personalidade própria, distinta!


    Agora, vamos ao termo grego do texto de Mateus:


    "Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os EM NOME do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo" (Mt 28:19).

    No grego, a expressão "em nome" é "ONOMA". Essa palavra está IGUALANDO as Três Pessoas da Trindade! Se Mateus não quisesse igualar os Três Membros da Única Divindade, não teria usado tal termo grego!

    O texto de Mateus 28:19 está no original grego.

    A UNIDADE DIVINA NA PLURALIDADE não é politeísmo porque não existe diferença na ESSÊNCIA DIVINA das Três Pessoas.

    Por isso, acusar os trinitarianos de "idólatras" como se a doutrina da Trindade ensinasse uma diferença de ESSÊNCIA e PODER entre as Três Pessoas.

    Sendo que politeísmo envolve a crença em deuses "com poderes superiores a outros"; e que esse conceito não faz parte da teologia da Trindade - que ensina haver UM DEUS NA ESSÊNCIA (distitno apenas em Personalidade - conceito de pluralidade) - a acusação de "idolatria" é irrelevante e não condiz com os fatos.

    A pergunta é o Espírito Santo é um ser independente ou a manifestação do próprio Deus?

    Continua no proximo,

    ResponderExcluir
  5. Odon Heinszlekovisky16 de março de 2012 16:18

    PARTE 2

    O ensino da doutrina da TRINDADE não nasceu do Catolicismo, mas da própria Palavra de Deus.Veja:

    1. No relato da encarnação temos a participação de toda a Trindade (Lc 1.35);

    2. No batismo de Jesus houve a manifestação simultânea das três Pessoas. Jesus, o Filho, que subia da água; o Espírito Santo, que descia em forma de uma pomba; e a voz do Pai, que falava desde os céus (Mt 3.16-17);

    3. (Jo 14:16) “E eu rogarei ao Pai e ele vos dará outro (allos = outro igual) Consolador, a fim de que esteja para sempre convosco.”

    4. (Jo 14:26) “a quem o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar de tudo o que vos tenho dito”.

    5. (At 1:1-4): exercendo funções diferentes: as ações de Jesus (v. 1); a intermediação do Espírito Santo (v. 2) e a promessa do Pai (v. 4).

    6. (At 2:32, 33) Jesus ressuscitado (v. 32) a promessa do Pai e o Espírito Santo derramado (v.33).

    7. (At 2:38-39) O batismo em nome de Jesus (v. 38); o Dom do Espírito Santo (v. 38) e o chamado de Deus.

    8. (Atos 4:8-10) Pedro cheio do Espírito Santo (v. 8); Jesus crucificado e Deus que O ressuscitou (v. 10)

    9. (4:24-26) Deus, o soberano (v. 24); o Espírito Santo que falou pela boca de Davi (v. 25) e o Ungido do Senhor (v. 26).

    10. (5:31-32) Deus que exaltou (v. 31); o Salvador (Jesus) e o Espírito Santo que é testemunha juntamente com os apóstolos (v. 32).

    11. (7:55-56) o Espírito Santo enchendo Estevão que vê Deus no Céu e Jesus à Sua direita.

    12. (10:46-48) Deus é engrandecido por pessoas que receberam o Espírito Santo e foram batizados em nome de Jesus.

    13. (20:21-23) o arrependimento para com Deus e a fé em Jesus (v. 21) e o Espírito Santo que adverte das provações (v. 23).

    14. (Ef 1:13-17) selados com o Espírito da promessa o qual é penhor até ao resgate de Sua propriedade (v. 13); a fé no Senhor Jesus (v. 15) e Deus, o Pai da Glória (v. 17).

    15. (Tt 3:4-6) a benignidade de Deus (v. 4); o lavar renovador do Espírito Santo (v. 5) e a mediação de Jesus Cristo (verso 6).

    16. (Hb 10:12-15) Jesus que Se ofereceu e está à destra de Deus (v. 12) e o Espírito Santo que também disso dá testemunho (v. 15).

    17. (1Co 2:10-12, 16) as coisas de Deus somente podem ser reveladas pelo Espírito. Esse Espírito vem de Deus e só ele conhece as coisas de Deus e nós temos a mente de Cristo (v. 16).

    18. “A graça do Senhor Jesus Cristo, e o amor de Deus, e a comunhão do Espírito Santo sejam com todos vós” (2Cor. 13:13).

    ResponderExcluir
  6. Odon Heinszlekovisky16 de março de 2012 16:19

    A doutrina da Trindade não é de origem Católica, mas de origem Divina é eterna, assim como Deus o Pai, o Filho e o Espírito Santo.

    Três em unidade (Deus Triúno)
    * I João 5:7 - O Pai, o Filho e o Espírito são um.
    • Este texto não deve ser usado, pois não consta o original “Comma Joanina”.
    * Gên. 1:26; 11:7 - “Disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem...”

    ELOHIM
    • Um Deus dizendo no plural façamos. ELOHIM  está no plural.
    * Mat. 28:19 e 20 - “Batizar em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.
    O batismo é um reconhecimento público que aceitamos a Deus - Pai, Filho e Espírito Santo.
    * II Cor. 13:13 - Bênçãos da Trindade
    * I Ped. 1:1 e 2 - Presciência de Deus, santificação no Espírito e aspersão do sangue de Jesus Cristo.
    * Mat. 3:16 e 17 - A voz do Pai, Jesus na água e o Espírito Santo como uma pomba.
    * Atos 7:55 - Estêvão cheio do Espírito Santo, viu a glória de Deus e Jesus estava à sua direita (estar à direita significa igualdade).
    • Não podemos isolar a ação de um membro da “Trindade”
    Ex.: Só Jesus fez tal coisa ou só o Pai fez tal coisa ou só o Espírito Santo fez outra coisa. Toda Divindade, a Trindade, está envolvida quando oramos.

    A pergunta é essas afirmações podem ser usadas para atestar a Trindade protestante e católica ou o hebraico foi modificado?

    Confio em seu raciocíonio e por isso aqui estou depois de muito navergar pelo mundo virtual. Conto com sua sabedoria já demonstrada em alguns já lidos por mim nesse blog.

    Graça e Paz com gratidão por seu tempo em prol de pesquisadores como eu.

    ResponderExcluir
  7. Caro Metushelach,

    Como tem passado? Estou sem comentar ou gerar comentários sobre minhas indagações, porém estou sempre que posso acessando seus artigos, sou um seguidor fiel, pois o conhecimento adquirido aqui é de uma importancia sem precedentes nos dias de hoje onde mais de 30 mil denominações "cristãs", estão por aí deturpando partes ou porque nao dizer a Bíblia inteira.

    Achei muito pertiente essas passagens propostas pelo Odon, esclarecer esse posicionamento teológico com certeza ajudaria bastante na compreeção de muitos que usam esses textos sem contexto.

    Pretendo usufruir de suas análises para a edificação do Corpo de Cristo.

    Esse blog é uma referência teológica e judaica.

    Shalom Adonai

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caros Elvis,

      Saudades, e que bom que tem nos acompanhado, e fique sempre a vontade para suas indagações.

      Mas as indagações que o Odon propos estão na sua maioria explicadas no artigo http://judeu-autonomo.blogspot.com.br/2009/05/introducao-para-se-entender-de-onde.html, sendo assim eu gostaria que ele replicasse o texto e não que eu tenha que debater novamente quase tudo que está no artigo indicado.

      Excluir
  8. Caro Metushelach,

    Realmente o Odon não deve ter lido pois nesse artigo explica muita coisa, eu tinha me esquecido, e me lembrei que em meio a vários artigos impressos do seu blog, tenho esse artigo para usos eventuais (debates), o que me chamou atenção nessa postagem do Odon foi a separação de cada versículo conflitante de forma isolada, acho até que já li esse artigo direto da fonte.

    Shalom.

    ResponderExcluir
  9. Depressivo Autônomo22 de março de 2012 13:08

    Poderia eu lhe pedir auxílio sobre um assunto que muito me atrapalha e que talvez pelo conteúdo construtivo de seus artigos, voce tenha a resposta para mim, já li muitos dos seus artigos e confesso que busco a solução para minha vida solitária na Bíblia Sagrada, sofro de depressão e sei que alguns personagens biblicos sofreram também, como Paulo e Elias se eu nao estiver errado, por isso peço ajuda para que me mostre como eles e outros se houverem saíram da situação de depressão, pois sei que já pediram na Bíblia até para morrerem e isso tem muito haver comigo hoje.

    Descupe esse comentário mas não sei mais a quem recorrer, já fui em igreja evangélica, sites evangélicos e só vi mercantilismo, preciso que Deus fale comigo através da Palavra D'Ele, enquanto ainda há tempo, pois o amanhá pode ser tarde demais pra mim.

    O Senhor esteja com voce.

    Receba minha gratidão mesmo que resolva não me ajudar e ache que sou maluco.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depressiva anonimo,

      Se você quiser conversar de forma mais reservada fique a vontade para me contatar por e-mail metushelach.cohen@gmail.com

      Quanto a seu problema eu recomendaria procurar ajuda médica, não precisa ser psicologo ou psiquiatra, mas alguém que você possa expor seus sintomas, alguem que lhe orientará a fazer inúmeros exames físicos, pois eu tive uma depressão organica uma vez e nada tem a ver com sentimentalismo ou coisa do genero, era uma associação de stress de trabalho pois eu tinha sido promovido, com a correria da faculdade, má alimentação e sedentarismo, isso vez com que os meus neurotransmissores ficassem em um nivel muito baixo de renovação, isso é, a capacidade de reter e direcionar sódio e potassio para o bom funcionamento do cérebro ficou afetado por fatores externos, e isso foi tratado com medicamento e reeducação alimentar e exercicio fisico diário, e por este meu exemplo que eu lhe recomendo procurar um bom médico e fazer um check up.
      Quanto a contextualização Bíblica sobre o assunto se vc quizer podemos fazer sim, é só pedir e aguardar pois sempre é ncessario estudo e direção do Espírito para escrever coisa que realmente causem mudanças e um renovo no entendimento.

      Fique na Shalom de Yeshua e saiba que se você sabe quem é D-ue e o tamanho do seu amor você nunca se pensaria em se afastar de tão enorme proteção e carinho de Pai.

      Excluir

Faça um blogueiro feliz, Comente porfavooooooooooooor