שמע ישראל י-ה-ו-ה אלקינו י-ה-ו-ה אחד
Shemá Yisrael Adonai Elohêinu Adonai Echad

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Como entender as aparentes contradições da Bíblia. Parte IV

Por Julio Dam rabino messiânico renovado
Traduzido e adaptado por Metushelach Ben Levy

Recomenda-se ler as Partes I e II e III para melhor compreensão do que se segue.



Outro erro deliberado como o anterior é o que aparece em Mateus 7:23: "E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade." A palavra grega usada aqui e que foi traduzido como "iniqüidade" é anomia, (a = não; nomos = Lei “Torá”). O que realmente diz este versículo é que o Senhor Yeshua dirá "Eu nunca os conheci", vocês que não cumprem a Torá, as instruções de D-us.

Outro erro deste tipo está em 1 Coríntios 9:21, onde existe acréscimos à Escrituras de Elohim para justificar as doutrinas dos homens, é a seguinte: "(.Embora eu não esteja sujeito à lei") Tudo o que está entre parênteses não existe no grego, nem a versão King James em Inglês e foi adicionado, como o verso anterior de Mateus 7:23.

Em Apocalipse 4:8 a palavra “Santo” está no grego nove vezes, enquanto que em Inglês e vários outros está apenas três vezes. (NT Interlinear Grego-Inglês Versão Thomas Nelson, pg. 480).
 
Uma aparente contradição que levou a uma exegese não tão feliz são as palavras de Yeshua no madeiro (estaca) (a palavra "cruz" não existe na versão grega) em Mateus 27:46: "Meu Deus, meu Deus, porque tu me abandonaste? " Quantos sermões e livros já ouvimos e lemos sobre como Yeshua tinha sido abandonada por YHWH , devido a suportar os pecados da humanidade"? A Exegese provem de ser usando o pensamento helênico, em vez do pensamento judaico.

Yeshua não estava reclamando de ter sido abandonado! Nosso Senhor, que 59 vezes na Bíblia é chamado de "Rabi" (que significa "Mestre" ou "rabino") estava simplesmente dando a sua última aula na Terra! É habitual para crianças judias aprender a Torá de memória , a partir da idade de cinco anos. Um dos métodos mnemônicos (para lembrar) é citar o primeiro verso de uma passagem, de modo que o talmidim (estudantes) mentalmente lembrem o resto da passagem! O que o rabino Yeshua fez em Mateus 27:46 foi lembrar sua platéia judaica, que estava em torno do madeiro (Estaca) que estava preso, o Salmo 22, que começa com "Meu Deus, meu Deus, por que me desamparaste? incluindo, no versículo 18 da seguinte profecia , escrito pelo rei Davi 1000 anos antes: "Dividiram as minhas roupas entre si, e sobre a minha roupa lançaram sortes", Yeshua estava dizendo: Veja como as Escrituras que falam de mim é cumprida neste dia! Veja "Lembre-se do Salmo 22!".
 

Um erro adicional, neste caso, também teológica, é o de Ef. 6:17: "Tomai também o capacete da salvação / libertação, e a espada do Espírito, que é (a palavra) “Rhema” de Elohim." Este versículo é freqüentemente citado, dizendo que as Escrituras, a Palavra escrita de Elohim é a "espada do Espírito". No entanto, em grego, há duas palavras traduzidas para o português como "palavra" logos e rhema. (João 1:1). O logos é a palavra escrita, em geral, para todas as Escrituras. Em vez disso, a Rhema é a palavra específica para uma pessoa em um momento específico para um problema específico. Esta Rhema pode vir de uma palavra de profecia (1 Co 12:10), ou de uma palavra “logos” nas Escritura que Elohim nos dá para um problema específico em um determinado momento e que se torna em Rhema porque Elohim assim o desejou.então Ef. 6:17 diz é que as rhema de D-us é a espada do Espírito, e não a Palavra escrita de D-us, a menos que Elohim nos dê em um momento determinado para que seja seguido por nós.
 

Outro erro adicional no início do verso é a tradução da palavra “Soteria”. A palavra Soteria, significa três coisas, dependendo de seu contexto: "salvação", mas também a "libertação" e "vitória". Conforme Dicionário Vine de termos gregos bíblicos, Vol. 3, pág. 316 diz de Soterias: "denota a libertação, preservação, salvação."
Soteria é uma tradução do grego da palavra hebraica usada por Paulo (Shaul) "Iasháh" que, segundo o Dicionário Ben-Yahudá, pg. 123, significa a "vitória da salvação." Observe a semelhança com a palavra "Yasháh" com o nome de Yeshua!
Quando usamos esta palavra, devemos ter cuidado e procurar qual dos três significados é mais apropriado para o versículo em questão. No entanto os tradutores tem traduzido soterias apenas como "salvação", sem levar em conta as outras conotações.

 Outro erro que custou muito tem sido desjudaizar nomes de toda a Escritura, especialmente no Pacto Renovado (Novo Testamento). Deve ficar claro que isso não foi feito acidentalmente pelo inimigo do D-us de Israel, mas de propósito. A intenção do diabo é remover todos os vestígios do judaísmo das Escrituras, até que não vejamos a verdade, que nós seguimos um rabino judeu, Yeshua, que é a Palavra Falada (Davar, logos) de D-us Pai, encarnado, (Jo 1 : 14) e não um deus Romanizado,
 

Em Inglês, todas as referencias ao nome de Elohim foram alterados para "The Lord", acrescentando mais confusão à confusão, pois quem sabe quando estamos a falar de YHWH e quando de Yeshua! Como nos disse pessoalmente um missionário com desdém "É a mesma coisa!" confusão mental aludiu a isso, quando dizemos que rezamos ao Senhor (Yeshua) e agradecemos esta oração "em nome do Senhor!" Quantas vezes você ouviu alguém orar à Jesus e agradecer em nome de Jesus? "

O desjudaização das Escrituras, por outro lado, tenha retirado qualquer contexto e qualquer sabor real da Santa Palavra de Elohim. Veja abaixo Mt 1:1 KJV e realmente a que deve ser e compare você mesmo.

 

ACF: "O Evangelho Segundo São Mateus: Livro da genealogia de Jesus Cristo, Filho de Davi, filho de Abraão." Veja agora o que o texto realmente diz em grego se re-traduzirmos do original hebraico que falavam tanto Rabi Yeshua como seus discípulos;
 

De acordo com 1:1 Matatias: "O rolo da Torá sobre a linhagem do Yeshúa HaMashiach David Ben (" Ben David "é um título messiânico) Ben Avraham." Pode notar o sabor judaico, que oferece a versão original? Nas palavras gregas originais não existe a palavra "O Santo Evangelho" ou "São" Mateus, que a Igreja da Babilônia, usa para designar os seus "santos". Matityahu é um nome hebraico, como convém a um (estudante) talmid de um rabino.

 
Vamos dar um último exemplo de como realmente tem que ouvir Lucas 1:5, por exemplo. Compare a sua versão e você vai encontrar o que o diabo fez para a Santa Palavra de Elohim com toda a intenção de afastar-se das verdadeiras raízes da Igreja, as nossas raízes judaicas.


"Havia no momento da Jerod, Rei Judá, um Kohen, um sacerdote chamado Zacaríah, da turma (no Templo de Jerusalém), do Abiyah, e sua esposa foi Batei Aaron (das filhas de Arão) e se chamava Eletiva (Isabel). " Como compreender as aparentes contradições, paradoxos na Escritura, então? "Subindo" a Jerusalém, ao invés de simplesmente "ir" para Atenas. A primeira é ir em peregrinação, enquanto a outra se vai como qualquer outra cidade à turismo. Subindo com o nosso espírito e a nossa mente para Kiryat Melech (para a Cidade do Grande Rei), como o chama a Escritura, mas com humildade, sabendo em nosso coração que só vamos encontrar o único e verdadeiro Elohim ali, Jerusalém é um refúgio e um lugar de encontro com o Grande Rei. Você se achega a ela com esperança e amor, sabendo que ali vai se encontrar com aquele que fez "os céus e a terra"! Mas mais do que qualquer coisa, subindo como ele volta para casa! Se você é um crente, você está voltando para casa, como o filho pródigo, que desperdiçou sua fortuna no mundo, até que ele percebeu que a casa de seu Pai, vivia muito melhor e decidiu voltar. A Igreja tem necessidade desta atitude de humildade para o Pai, e especialmente ao seu irmão mais velho, o judaísmo. Se queremos unidade na Igreja, ela só virá quando costurarmos o tecido, onde ele quebrou: o desjudaização e posterior separação das raízes e ramos enxertados. O filho pródigo foi longe de casa por muito tempo. É hora de voltar. É hora de abraçar o pai e dizer: "Pai, pequei contra ti e contra o meu irmão. Eu sempre desprezaei, não percebendo que ao fazê-lo também te desprezam." Só então você pode começar a entender o que foi proibido por séculos de negação, o verdadeiro entendimento das Escrituras em toda a sua profundidade.

2 comentários:

  1. Bom dia Metushelach! Gostei muito desses posts de 1 a 4 das contradições. QUe livros ou sites tu me recomendas para q eu possa aprender mais sobre o método Pilpul de reflexão e interpretação dos textos? E obrigado pela sua atenção! E sobre os comentarios do jonatan lá no primeiro post...que vc é um fariseu e é pra se converter, e que tudo deveria vir escrito em portugues pq ele é brasileiro semi-analfabeto bla bla bla buáá buáá uma choradeira só, além de ser carregado de anti-semitismo...enfim, pode deixar que já fiz o favor de imprimir e usar o comentário dele como papel higienico, hehe e "tenho dito". É o mínimo...vai ser ignorante assim lá no Brasil mesmo. É o que país vem produzindo...uma lástima.

    ResponderExcluir
  2. Ramon Barbosa,

    Agradecemos sua participação.

    Quanto ao método de ensino rabinico, não tem muitas fontes a não ser em hebraico, pois tal ensino é um ensino interno da Yeshivá - Casa de Estudo da Torah, portanto não é popularmente compartilhado.

    E não se preocupe com comentários de criticas sem embasamento, pois estas que apenas agridem e zombam não me atingem, apenas aquelas cujo cunho me faz pensar e rever minhas atitudes que são consideráveis criticas construtivas, e estas são sempre com embasamento e feitas de forma amistosa com um bom intuito.

    Shalom.

    ResponderExcluir

Faça um blogueiro feliz, Comente porfavooooooooooooor